Share Button

A Nintendo, visando agradar seus consumidores, reajustou o sistema de microtransações dos seus games mobile, como Super Mario Run, para que os jogadores gastem menos dinheiro. “Uma atitude louvável”, muitos diriam – e, de fato, é. O problema é que seus parceiros comerciais não gostaram muito da nobre atitude.

Um dos motivos apontados pela Big N é justamente por não possuir um foco muito grande em fazer dinheiro com jogos para celulares. Sua intenção real é apenas popularizar mais ainda suas franquias para expandir sua base de consoles vendidos.

Porém, empresas parceiras da titânica japonesa, como a CyberAgent, não gostaram da atitude – porque afeta, diretamente, seus ganhos.

De toda forma, obviamente, isso não quer dizer que a Nintendo não tenha interesse em obter lucros por meio da plataforma. Shuntaro Furukawa, presidente companhia, durante o ano anterior, afirmou que pretende expandir seus jogos disponíveis para Android e iOS.