Share Button

Peter Molyneux, criador da série “Fable“, ultimamente tem aparecido na mídia com declarações polêmicas, a maioria criticando a Nintendo e o Wii U. Mas desta vez o game designer mirou sua metralhadora verbal para a Microsoft e o Kinect do Xbox One, revelando não ser um fã de comandos vocais e dizendo que o dispositivo para movimentos corporais parece “uma grande piada“.

Eu realmente gostaria que o Kinect não fosse uma exigência. É um dispositivo desnecessário para mim. Talvez seja porque estamos na Inglaterra, e ele não utiliza todo o material de TV, mas é como se fosse cada vez mais como uma grande piada. Meu filho e eu sentamos lá dizendo coisas aleatórias, e ele não funciona“, declarou em entrevista para a revista britânica Edge.

Ele também disse que a remoção do Kinect seria uma medida eficaz para reduzir o preço do Xbox One, permitindo que o console venda mais unidades. “Tenho certeza de que [a Microsoft] vai lançar um Xbox One sem o Kinect“, disse ele. “Seria impensável que não o fizessem“.

Molyneux trabalhou como Diretor Criativo da Microsoft Game Studios entre 2009 e 2012, cargo hoje ocupado por Phil Spencer, que na mesma edição da Edge retrucou dizendo que a Microsoft está sempre a procura de feedback dos consumidores, mas que remover o Kinect do Xbox One “não é uma delas” e que os pedidos normalmente são “Onde estão os grandes jogos?“.

E você leitor, concorda com Molyneux que o Kinect do Xbox One é um acessório dispensável nos videogames?