Share Button
Intel World Open acontecerá durante as Olimpíadas de Tóquio 2020 (Foto: Reprodução)

Foi anunciado na quarta-feira (11) que as Olimpíadas de Tóquio 2020 terão um evento de Street Fighter V e Rocket League. Oriundo de uma parceria entre a Intel e o Comitê Olímpico Internacional, o Intel World Open acontecerá entre os dias 22 e 24 de julho na arena Zepp DiverCity e contará com uma premiação total no valor de meio milhão de dólares, sendo US$250 mil para cada modalidade.

Os competidores serão selecionados através de qualificatórios online que serão disputados por jogadores de todo o mundo. Os melhores serão escolhidos para representar a seleção do seu país. O qualificatório presencial, que determinará quais seleções estarão em Tóquio, acontecerá em julho de 2020, em Katowice, na Polônia.

O evento em Tóquio será o segundo realizado pelo COI em parceria com a Intel. Em fevereiro do ano passado, as Olimpíadas de Inverno foram palco da Intel Extreme Masters PyeongChang de Starcraft II, que foi disputada sem a presença do público local, mas foi transmitida para todo o mundo.

Outro evento que abriu espaço para os esportes eletrônicos foram os Jogos Asiáticos 2018 que aconteceram no mês de agosto, na Indonésia, e contaram com campeonatos de Arena of Valor, Clash Royale, League of Legends, Pro Evolution Soccer (PES), Hearthstone e Starcraft II.

Os esports estão mais próximos de Paris 2024?

Presidente do COI, Thomas Bach é uma das figuras que não quer a admissão dos esports como modalidade olímpica. Ele sustenta a sua opinião afirmando que a maioria dos jogos são violentos e vão contra os ideias que são propostos nos eventos olímpicos. Thomas não é o único que pensa dessa forma. Em 2018, aconteceu um encontro de entidades em Lausanne, na Suíça, e o dirigente do COI, Kit McConnell, afirmou que a entrada dos esportes eletrônicos no calendário de Paris 2024 não é algo que estaria na agenda. Segundo ele, na época, a falta de uma federação oficial era um dos maiores impasses que travavam a nova modalidade.

Dias depois, o COI participou do primeiro fórum de esports, ainda em Lausanne, na Suíça. O encontro foi mediado por Rich Fox, dono da organização norte-americana Echo Fox, e reuniu representantes de grandes empresas do cenário como Blizzard, ESL, Epic Games, Riot Games e outras, assim como jogadores, dirigentes de equipes, editoras, patrocinadores e organizadores de evento. O evento também contou com a participação de atletas, federações e representantes de comitês olímpicos do mundo todo.

O objetivo era discutir a entrada dos esports como modalidade olímpica em Paris 2024. Embora a reunião tenha sido proveitosa, nada ficou cem por cento claro com relação à aceitação dos jogos eletrônicos para as próximas olimpíadas.