Share Button

Após as polêmicas de sabotagem, o filme do “Pantera Negra” acaba de quebrar um recorde e se torna o mais aguardado do gênero de super-herói de todos os tempos, com 100% de aprovação da crítica especializada no portal Rotten Tomatoes, que já assistiram ao filme previamente.

Todas as 67 críticas de sites especializados postadas até agora foram positivas, algo nunca conseguido antes por um filme de super-herói. O filme estreia dia 15 de fevereiro de 2018 nos cinemas.

Confira abaixo alguns trechos das críticas:

“Pantera Negra é tão bom quanto você esperava que fosse. Aliás – é melhor. Um roteiro incrível de Ryan Coogler e Joe Robert cole eleva esse filme além de qualquer limite do universo Marvel até hoje” – (Toronto Sun)

“Pantera Negra comemora a herança de seu herói enquanto entrega uma das melhores produções da Marvel até hoje” – (Variety)

“Pantera Negra te faz acreditar em T’Challa, acreditar em Wakanda, e acreditar – talvez pela primeira vez – que o universo cinematográfico Marvel é realmente importante” (IndieWire)

“É fácil lamentar o quanto demorou para que Pantera Negra fosse levado às telas – mas pelo menos a espera valeu a pena” (Associated Press)

“Pantera Negra se impõe como o líder da matilha dos filmes de super-heróis de uma forma que deveria transformar o rei T’Challa, e seus súditos mais importantes, nos protagonistas de um universo já impressionante” (CNN)

“Agradeça a Deus pelas mulheres ao lado de Boseman, incluindo a sua mãe real Ramonda (Angela Bassett), a irmãzinha Shuri (Letitia Wright) e a guerreira protetora sem medo, Okoye (Danai Gurira). Elas são indomáveis e tão lindamente vividamente desenhadas” (Entertainment Weekly)

“Nós não sabíamos que queríamos tanto um filme como esse até ele chegar – mas quando chega, é inconfundível. A espera por um filme como Pantera Negra foi longa demais” (Los Angeles Times)

“Eu espero que as pessoas notem o quanto de drama que Ryan Coogler tirou de Pantera Negra da mesma forma como notaram o quanto de comédia Taika Waititi tirou de Thor: Ragnarok” (Monsters and Critics)