Share Button

Com o desenvolvimento e a popularização de novas tecnologias, novas plataformas de entretenimento são desenvolvidas para atender uma quantidade cada vez maior de interessados. Em mais de 40 anos de evolução, muitos tiveram o privilégio de observar o progresso de várias gerações de aparelhos designados para reproduzir jogos eletrônicos e divertir as pessoas.

Antes, o que era um simples passatempo, acabou se tornando uma indústria ascendente e bilionária, que apesar dos seus altos e baixos, conseguiu superar diversas barreiras – entre elas, as barreiras da acessibilidade e do preconceito inicial.

Algo que permanece atemporal, porém, é o famoso “Pinball”. Sendo uma fonte de entretenimento para diversas pessoas de uma mesma família (avôs, pais e filhos), possuindo versões físicas, para a galera que prefere uma experiência presencial, mas também eletrônicas – em videogames -,  permanece inalterada a simples diversão de cumprir diversos objetivos com uma esfera de aço e, geralmente, duas “palhetas” controladas para evitar que a sua “bolinha” entre na caçapa e termine a sua rodada.

Apesar de possuir inúmeras linhas, personalizações e segmentos, até então, jamais uma série temática de Pinball recebeu uma trilogia – ou seja, uma terceira edição, visando continuar a proposta estabelecida por um tema inicial.

Claro, visuais inspirados em filmes e outros produtos de sucesso sempre foram comuns no gênero; contudo, no máximo, recebiam duas continuações e já partiam para uma nova “visão”.

Mas não foi o que aconteceu desta vez. A Stern Electronics criou, pela primeira vez, o terceiro participante de uma trilogia temática: Black Knight: Sword of Rage.

Com três versões produzidas, Pro, Premium e Limited, a intenção é continuar o legado de um dos personagens mais famosos das clássicas mesas – Black Knight.

Com preços e propostas variadas, uma coisa é clara: sua criação foi inspirada apenas para os mais puristas e nostálgicos fãs. Com preços que variam entre 5,999 dólares e 8,999 dólares (valores estimados em 24 mil reais e 31 mil reais, respectivamente), fora a sua produção direcionada para o público-alvo norte-americano, não é fácil e nem viável conseguir um exemplar – todavia, a Stern Electronics tem revendedores ao redor do mundo, algo que pode impactar ainda mais no valor final da aquisição, mas viabiliza o processo para muitos.

Com a nova continuação, a série agora possui, oficialmente, três títulos com conexões diretas: Black Knight, de 1980, Black Knight 2000, de 1989 e, agora, o Sword of Rage.

Para os entusiastas da modalidade, com certeza é algo que deve ser celebrado. Para o público geral, que cresceu jogando máquinas de Pinball de forma mais casual, é sempre importante saber que a prática ainda não foi esquecida e ainda recebe investimentos em aprimoramentos.

De toda forma, este é um lançamento notado, celebrado e aguardado por fãs do mundo inteiro, porque marca a execução de algo nunca antes oferecido.