Share Button

Nas últimas horas diversos streamers começaram a fazer transmissões de Pokémon Go, caçando os bichinhos virtuais, mas isso também abre margem para trotes e trolladas dos espectadores. Uma delas aconteceu com o streamer Summit1g, que, ao caçar Pokémons em um parque nos EUA, alguém ligou pra polícia e comentou que o homem no parque “tinha uma AK-47 ou uma AR” e que ele havia “plantado bombas remotas no local e queria matar policiais”. O streamer conseguiu explicar o que estava realmente acontecendo, mas a situação ficou bem tensa.

Veja o vídeo:

“Forneci algumas informações [aos policiais] sobre o que estava acontecendo porque eu meio que sabia, considerando que isso acontece com outros streamers o tempo todo. (…) Você consegue o endereço de alguém e envia a polícia pra lá. Nunca imaginei que isso pudesse acontecer num parque”, contou o jogador ao portal. “Tudo está bem, foram superlegais”, relatou no Twitter após o incidente.

Esse trote é perigosíssimo, pois além de deslocar os policiais de maneira leviana, algum streamer pode acabar indo preso. E não é de hoje que está acontecendo tretas relacionadas ao jogo: 2 adolescentes quase foram baleados ao invadir uma propriedade na Flórida, já teve gente caindo de penhasco e gente achando cadáveres por aí. E, claro, jogador que abandonou o emprego pra se tornar “Mestre Pokémon”.

Em Pokémon Go o jogador pode capturar os bichinhos virtuais pelo celular, usando realidade aumentada e filmando locais do cotidiano, ruas e locais turísticos. Até o momento o game ainda não foi lançado no Brasil e por hora não tem data de lançamento. Ele até chegou a funcionar por algumas horas por aqui, mas apenas no exterior que o game está funcionando.

[Via KKTV e Tecmundo]