Share Button

A Nintendo mal lançou o NES Classic Edition, versão em miniatura do clássico Nintendinho, e ele já foi hackeado. O responsável por isso instalou um kernel do Linux nele.

O interessante é que o console já roda Linux e a Nintendo até liberou o código fonte dele para quem quiser olhar. Alguns hackers tentaram instalar suas próprias versões do Linux e um deles conseguiu a façanha. Ele até postou um guia explicando como fez isso, que está em japonês mas pode ser mais ou menos lido através do Google Translate.

O que ele fez foi conectar um cabo serial-para-USB no console e em seguida o ligou usando um software U-boot, que permitiu extrair os arquivos necessários para que o hacker conseguisse integrá-los ao seu próprio Kernel do Linux.

Apesar de seu Kernel estar funcionando, o boot do Linux dele aparenta estar muito limitado neste ponto, segundo informou o site Ars Technica. Seus esforços também não parecem estar focados em extrair arquivos do emulador ou adicionar novos jogos para serem usados no emulador do console.

O objetivo do sujeito, pelo que parece, era apenas conseguir invadir o sistema do videogame da Nintendo. Agora que ele fez isso, outros hackers devem fazer o mesmo para, quem sabe, fazê-lo rodar outros games do Nintendinho.