Share Button

O jornal japonês Asahi Shimbun publicou uma entrevista com o Presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima, a respeito do Switch. Houve alguns pontos interessantes a respeito do preço do console e dos planos da empresa para realidade virtual.

Sobre o preço, o jornal falou sobre como algumas pessoas sentem que o Switch é caro quando comparado com outros videogames. Kimishima apontou que os recursos do Switch são diferentes, então você não pode simplesmente compará-lo com outros sistemas. Ele acredita que estas opiniões não representam necessariamente o que pensa a maioria e que a Nintendo está se esforçando para reduzir custos, de modo que ela possa considerar um corte de preço no futuro.

Em seguida, Kimishima reiterou que a Nintendo está muito interessada e estudando a realidade virtual. O problema é que ela precisa desenvolver um jogo que combine bem com a tecnologia e ao mesmo tempo permita que os jogadores consigam jogar longas sessões. A Nintendo precisa resolver estas incertezas de alguma forma. Caso uma solução seja encontrada, ela seguirá em frente com a realidade virtual.

O jornal perguntou explicitamente se isto significa que a Nintendo usará realidade virtual no Switch. Kimishima disse que a realidade virtual poderá ser substituída com outras coisas, então seu uso poderá ser difícil se for feito bem mais para frente no futuro. O que Kimishima parece estar dizendo é que a febre da realidade virtual poderá se acalmar e outra tecnologia poderia roubar sua atenção, então se o momento for perdido, pode não fazer sentido pra Nintendo embarcar na realidade virtual, então algo relacionado a isso necessitaria ser feito com o Switch.

Por último, Kimishima disse que as pessoas que não compraram o console conseguirão fazer isso se esperarem uma semana, apesar de que isso é válido apenas para o Japão. Além disso, o cronograma de lançamento dos jogos não sofrerá adiamentos.

Via NintendoEverything