Share Button

Projeto que começou no Kickstarter e que, mesmo conseguindo facilmente o valor requisitado que o viabilizasse, enfrentou alguns problemas na arrecadação de dinheiro e principalmente de desenvolvimento, com diversos atrasos em seus prazos de entrega, Mighty No.9 está próximo de ver a luz do dia.

Após o anuncio do último dos adiamentos de lançamento do game, eis que Keiji Inafune e sua equipe resolveram proporcionar um pouco de alegria aos entusiastas do projeto e liberaram um pequenino beta para todos os financiadores de Mighty No.9.

Mesmo sendo um beta e tendo nós a ciência de que algumas coisas poderão mudar para a versão final, dada a proximidade da liberação deste Beta para com a data oficial de lançamento atualmente firmada no mês de setembro desse ano, é possível considerar que muito do aqui visto fará parte do produto final. Assim sendo, achei pertinente trazer algumas de minhas impressões acerca do Beta de Mighty No.9.

À primeira vista fica claro que o design de personagens do game agrada muito a quem é fã das antigas de Mega Man, recheado de personagens em Super Deformed e visualmente bem infantilizados, apesar de suas ações e atitudes não necessariamente o ser.

mighty1

Infelizmente o mesmo não se pode dizer o game design como um todo. Nas três fases disponibilizadas para esse beta fica claro o quão genéricos, sem inspiração e sem carisma são os cenários do game. Nenhuma das telas possui algo de novo, inusitado ou criativo. Ademais, a paleta de cores usadas nos cenários é sem vida, me recordando um pouco o terrível remaster de Turtes in Time. Acredite, nada que faça alguma simplória referência a essa atrocidade pode ser algo bom.

O game roda a cravados 60 fps e não apresentou nenhuma instabilidade sob nenhum aspecto no que cerne a performance, mesmo sendo somente um Beta. Tudo bem que o game é simplista, não possuindo visuais de última geração ou mesmo mirabolâncias que poderiam forçar o hardware a seus limites, mas é bom saber que possivelmente não teremos problemas de performance na versão final do game.

Os efeitos sonoros cumprem bem o seu papel, o que não pode ser dito das músicas disponibilizadas nesse beta. Todas as fases possuem a mesma música, que assim como os cenários é genérica e insonsa. Essa música comete um pecado maior do que não se destacar, ela se destaca, mas incomoda.

A música para os chefes se sai um pouco melhor do que a usada no restante das fases, mas possui o mesmo nível de criatividade em sua composição o que não é nada bom.

mighty2

Quanto ao que mais importa, o gameplay, surpreendentemente a equipe de produção não se contentou em trazer a mesma experiência já formatada por Mega Man, trazendo uma experiência verdadeiramente particular.

Mighty No.9 prioriza o speedrun, fazer tudo o quanto mais rápido for possível, sempre. As mecânicas do game fazem com que o jogador não faça do fato de priorizar a velocidade somente uma opção, mas sim a maneira com o qual o jogo demanda ser jogado.

É possível eliminar os inimigos somente no tiro, mas isso além de mais demorado, não garante muitos pontos. O ideal é atirar até que o inimigo fique enfraquecido e em seguida se utilizar do Dash para absorvê-lo, dessa forma é possível eliminar / absorver mais de um inimigo por vez, garantindo maior velocidade aos confrontos, maior quantidade de pontos adquiridos e o ganho de power-ups temporários. Como os power-ups são temporários, quanto mais rápido se absorver inimigos menor é o tempo em que se passa sem eles.

Enquanto essa proposta de gameplay maximiza o replay do game, uma vez que pode incentivar o jogador a repetir várias vezes a mesma fase para decorar o modo o como atravessá-la o mais rápido e ganhando a maior quantidade de pontos o possível, também pode decepcionar os jogadores que estavam ansiosos por um gameplay mais próximo a Mega Man.

mighty3

Por fim vale dizer que o game possui uma velocidade surpreendentemente mais tranquila do que o esperado. Ele não é lento, mas por certo não é tão frenético quando os games da série Mega Man X.

Importante citar que a resposta dos comandos é imediata e que tudo flui sem percalços.

Colocando os prós e contras encontrados nesse beta de Mighty No.9 na balança, é possível dizer que por certo o game não é ruim, entretanto está longe de surpreender e de atender as expectativas.

Aguardemos a versão final do game para verificar o que ainda pode ser melhorado, mesmo que nos poucos meses extras de desenvolvimento que a equipe ganhou após o último novo adiamento.

Mighty No.9 tem previsão atual de lançamento para o segundo trimestre desse ano.