Share Button

Com a ascensão dos games nas últimas décadas, muitas pessoas, anônimas e famosas, passaram a conhecer a forma eletrônica de entretenimento. Porém, assim como existem muitos fãs, existem muitos críticos.

O Príncipe Harry parece ser um grande crítico. Acontecendo em um evento da YMCA, a realeza afirmou que “Fortnite não deveria ser permitido. Foi criado para viciar. Um vício que te mantém em frente ao computador pelo máximo de tempo possível“.

Para complementar sua postura, afirmou, também, que as redes sociais são igualmente ruins, sendo mais “viciantes do que álcool e drogas“.

Apesar do Membro Real não ser muito fã de “Fortnite”, esta não é a primeira vez que videogames são duramente criticados – e com certeza não será a última.

O comentário foi feito pouco após a Organização Mundial de Saúde (OMS) inserir o “distúrbio compulsivo por games” na sua lista de doenças.