Share Button

Recentemente tive a oportunidade de jogar o beta fechado de Quake Champions e a experiência me agradou bastante. Apesar de chegar em uma época na qual já existem jogos de tiro em primeira pessoa de bastante peso totalmente focados no multiplayer, como OverwatchCounter-Strike: Global Offensive, o game da Bethesda não faz feio.

Falando a verdade, Quake Champions veio em uma boa hora. Particularmente eu estava sentindo falta daquela jogabilidade frenética e alucinante em jogos assim no passado, e este game traz justamente isso pois sua jogabilidade é praticamente idêntica àquela encontrada no maravilhoso Quake III Arena, contendo mapas bem construídos e fáceis de memorizar. Itens especiais como o famoso “Quad Damage” também estão presentes, havendo um contador regressivo para saber quando eles “nascem” em um local fixo dentro da fase.

Por ser um jogo gratuito, há certos recursos que você precisa comprar se quiser utilizar, como as “loot boxes”. As piores podem ser adquiridas usando pontos que você ganha jogando, enquanto que as melhores necessitam de dinheiro real para serem compradas. Há a possibilidade de ganhar uma de graça sempre que você subir seu nível.

Falando dos personagens, todos tem acesso às armas disponíveis nas arenas, indo de metralhadoras até o popular lança-foguetes. Cada um tem sua habilidade especial exclusiva, além de vida, armadura e velocidade de movimento diferentes. Ao começar a jogar, existe apenas um personagem liberado, sendo necessário comprar os demais com dinheiro real ou alugá-los por 24 horas com os pontos obtidos nas partidas se quiser utilizá-los. Também é possível customizar a aparência deles.

Outro aspecto importante a ser ressaltado é a leveza de Quake Champions. Joguei em um i7 4790k com GTX 970 e 16GB Ram, configuração que me permitiu rodá-lo em 1080P e 60 fps no Ultra sem quaisquer problemas.

Nem tudo são flores, claro. O jogo precisa de mais balanceamento no diz respeito às habilidades especiais, pois algumas parecem bem mais fortes do que outras. Uma opção para comprar os personagens sem usar dinheiro real seria bem-vinda também.

No geral, gostei muito do que vi em Quake Champions. Me deixou animado para jogá-lo em sua versão final, prevista para ser lançada ainda este ano.

Abaixo você pode conferir três vídeos exclusivos com gameplay, gravados entre os dias 21 e 23 de abril quando joguei o beta, apresentando os modos Deathmatch e Team Deathmatch: