Share Button

Divulgação

Mordhau, jogo indie multiplayer medieval lançado em abril e que rapidamente conquistou uma legião de fãs, já vendeu mais de um milhão de unidades.

Infelizmente nem tudo são flores. Alguns jogadores têm reclamado de um crescente problema de toxicidade com insultos racistas, sexistas e homofóbicos espalhados tanto no chat do jogo quanto nos fóruns oficiais, aparentemente sem repercussões ou moderações. As informações são do site PCGamer.

Desenvolvido pelo estúdio esloveno independente Triternion, a empresa não esperava o sucesso repentino do jogo, e por isso não possui a experiência para lidar com a situação – e aparentemente parece que eles nem estão preocupados com isso.

A história do PCGamer revela que Mordhau, que chegou apenas com a capacidade de construir personagens masculinos brancos, está procurando expandir sua lista para incluir mulheres e pessoas de diferentes raças.

Porém, para não perturbar os fãs intolerantes, a empresa está planejando adicionar uma ferramenta para os jogadores filtrarem os personagens customizados, e assim sendo mostrados como masculinos brancos, independente da seleção real do outro jogador.

Qualquer que seja a postura que tomemos oficialmente, algum grupo de pessoas ficará chateado conosco“, disse o artista Mike Desrosiers ao PC Gamer. “E então, idealmente, nós colocaríamos o poder nas mãos dos jogadores e daríamos a eles a opção de ativar e desativar coisas diferentes“.

A mesma linha de pensamento de “escolha do jogador” também é usada pelo estúdio para explicar o chat e fórum sem nenhuma moderação.

Se tomarmos uma posição oficial e colocarmos uma lista de filtros oficial em todas as palavras no chat, as pessoas encontram uma maneira de contornar isso, e pode pegar palavras inocentes, ou as pessoas podem alegar que estamos censurando. Então, preferimos colocar o poder nas mãos do jogador“.

Após a repercussão da matéria da PCGamer, a Triternion se manifestou no Twitter:

Nós da Triternion, e como uma pequena equipe independente, temos muito a aprender quando se trata de lidar com a toxicidade/racismo em uma grande comunidade. No entanto, precisamos esclarecer algumas reivindicações postadas em um artigo hoje“, comentou.

Nós não temos nem nunca planejamos adicionar uma alternância para ocultar outras etnias ou ‘desabilitar personagens que não sejam brancos’ em Mordhau. Qualquer reivindicação em contrário é falsa. Declaração oficial em breve“, disse ainda.

Por sua vez, em resposta à negação da Triternion, o portal PCGamer atualizou sua história original com uma transcrição da entrevista feita com Mike Desrosiers e Andrew Geach, onde falam sobre colocar o poder nas mãos dos jogadores para ativarem ou desativarem customização, assim como no chat.

Também foi colocando um link no fórum do Steam de abril, onde o estúdio menciona uma possível alternância em relação à introdução de modelos femininos, dizendo que “podemos adicionar uma simples alternância do lado do cliente (tanto para personagens femininos como masculinos) que permitiria desativá-los“, pois “a reclamação do realismo é válida“.