Share Button

Todo mês diversos jogos chegam ao mercado e nós, gamers, ficamos loucos para colocar as mãos em grande parte deles e começar a se divertir. Mas ainda hoje alguns jogos deixam a deseja em um quesito ou outro. Pensando nisso nesta matéria foram reunidos recursos que todos os jogos deveriam ter. Confira a seguir.

 

Recapitulação

Não é sempre que começamos a jogar uma franquia pelo seu primeiro título, principalmente jogos cuja sua a história tem mais de uma década, ou também quando o jogo sai do status de exclusivo e passa a ser multiplataforma.

Por esta razão a recapitulação é muito bem-vinda. Um resumão que vai deixar o jogador informado do contexto, sobre o que se trata aquela aventura de maneira mais detalhada e não boiar nas referências. Dead Space 3, FFXIII-2, Banner Saga 2 são exemplos de jogos que trazem este maravilhoso recurso.

Savegame em nuvem

Savegames em nuvem são bastante comuns em jogos de smartphones. Uma vez que você sincroniza sua conta com o jogo você pode trocar de dispositivo e continuar seu progresso de onde parou. Isso ainda não é comum nos videogames, o que é uma pena.

Saves em nuvem permitiriam que a pessoa migrasse de plataforma com mais tranquilidade, sem precisar recomeçar o jogo novamente.

Pular e/ou pausar animações

Animações são legais, pois ajudam a compreender a história, não é verdade? Mas é muito chato quando não podem ser puladas ou pausadas. O telefone toca naquela hora importante, você atende a ligação e perde o que aconteceu no vídeo…. Esse transtorno pode ser evitado com a simples função “pause”.

Resumo dos últimos eventos

Já aconteceu de você começar a jogar um game deixa-lo de lado e voltar a jogar muito tempo depois? Certamente leva um tempo para você se readaptar ao game e também lembrar o que estava acontecendo naquele momento do jogo e que deve ser feito em seguida.

Esse tipo de recurso é comum em jogos de RPG’s, mas seria muito bom que todos os gêneros adotassem esta estratégia para orientar o jogador.

Legendas em português

Hoje nossa realidade é outra, pois muitos jogos já chegam em nosso mercado com legendas em pt-br e quando temos mais sorte chegam dublados também. Mas o catálogo que entra no Brasil totalmente em inglês ainda é grande como, por exemplo, os jogos indie e RPG’s japoneses. Cerca de 5% dos brasileiros falam inglês, ou seja, são poucas as pessoas que tem o privilégio de jogar e compreender a história.

Quem tem mais de 20 anos está acostumado em comprar revistas e visitar sites para entender a história de um jogo, mas hoje, como o que nosso país representa para o mercado trazer um game sem ao menos legendas soa como falta de atenção com o consumidor.

 

O que achou da seleção? Deixei nos comentários recursos que você considera indispensáveis!