Share Button
Equipe que representou a Operation Kino no primeiro Split ainda não tem casa definida (Reprodução/BBL)

Os dias de vida da Operation Kino no Circuito Desafiante chegaram ao fim. Após uma campanha desastrosa que quase culminou no rebaixamento da equipe, a organização optou por vender a vaga no campeonato de 2ª divisão do League of Legends brasileiro, dando espaço para a chegada de um novo time, o Rensga eSports.

Formada por dois português e outros nomes já conhecidos do cenário, a nova org. adquiriu a vaga da OPK e disputará a segunda etapa do Circuitão 2019 ao lado de RED Canids, ProGaming, Vivo Keyd, Falkol e Havan Liberty.

Conforme foi publicado pelo MPB eSports, o time da Rensga será composto por Deoxys (topo), Kaiba (selva), Pilot (meio), Davi (atirador) e Sacred (suporte). Walza e Juliera serão os dois reservas da equipe, nas posições de selva e atirador. Para a comissão técnica, a equipe optou por WizardKira como técnico e Kratz como analista.

Kaiba e Sacred, os dois portugueses da line-up, chegam da LPLOL, a principal liga de League of Legends de Portugal. Deoxys e Davi já atuaram juntos na WP Gaming, que deixou o Circuitão na primeira edição de 2019. Uma das promessas da equipe, o meio Pilot terá a chance de mostrar o seu jogo frente à grandes equipes. Ele já atuou pela RED Canids Academy e recentemente defendeu a equipe do Grêmio no último qualificatório para o Circuito. Walza e Juliera, os dois reservas, são nomes oriundos das filas ranqueadas.

O 2º Split do Circuito Desafiante ainda não tem data marcada para começar.