Share Button

Um novo livro de J.R.R. Tolkien, autor dos clássicos de literatura “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, foi anunciado pela editora HarperCollins para maio de 2017, 100 anos depois de ter sido escrita. A obra escolhida é “Beren e Lúthien“, que conta a história de amor entre o mortal Beren e a elfa Lúthien.

Escrita em 1917, o romance de Beren e Lúthien (que tem a oposição do pai da elfa, um lord malígno) seria um “elemento essencial na evolução da obra do escritor“, disse um porta-voz da editora (via The Guardian). A história marcou tanto a vida de Tolkien, que o nome de seus personagens foram cravado nos túmulos do escritor e de sua mulher, Edith.

Os personagens chegaram a aparecer em outras obras no universo da Terra Média e foram inicialmente introduzidos no livro “O Silmarillion“, de 1977.

Entre os relatos de dor e destruição que nos chegaram das trevas daquele tempo, existem ainda assim alguns nos quais, em meio ao pranto, há alegria e, sob a sombra da morte, luz duradoura. E dessas histórias a que ainda parece mais bela aos ouvidos dos elfos é a de Beren e Lúthien“, escreveu Tolkien na famosa coletânea de 1977.

O livro, ainda sem previsão de lançamento no Brasil, reunirá diversas versões da lenda, divulgadas pelos doze volumes da série “The History of Middle-earth”, publicada entre 1983 e 1996, que compila e analisa o material relativo à obra do autor inglês. A edição é feita por Christopher Tolkien, filho de Tolkien, e ilustrada por Alan Lee.