Especiais

RPG MAKER: A ferramenta que permite qualquer pessoa criar seus próprios JRPGs

Não é necessário saber programação, basta soltar a imaginação!

O RPG Maker é, provavelmente, uma das séries de softwares desenvolvidos para computadores mais populares para a criação de jogos amadores (alguns nem tanto), devido à interface simples e intuitiva, aliada a versatilidade e a ausência de necessidade de conhecimento em programação. Foi idealizada pelo grupo japonês ASCII e atualmente está nas mãos da “Enterbrain”.

Originalmente exclusivo do Japão, a ferramenta se popularizou no mundo inteiro através do mercado ilegal, em especial com o RPG Maker 2000 e o 2003, que chegou ao ocidente por um programador russo apelidado de “Don Miguel”, levando os desenvolvedores a verem que essas regiões eram um mercado promissor e, atualmente, as versões mais novas chegaram oficialmente.

Como o nome sugere, a ferramenta permite as pessoas a criarem jogos de RPG japonês típicos, com a “visão de cima” dos games 2D do gênero, encontro com batalhas aleatórias, avanço de nível, e os personagens seguindo uma história. É possível criar os próprios gráficos também, trilha sonora, entre outros. Alguns jogos famosos usam essa engine, incluindo To The Moon (considerado um dos mais emocionantes e um dos melhores jogos indies já feitos), Ara Fell, LISA: The Painful e OneShot.

  • RPG MAKER 95: Foi o primeiro desenvolvido para o Windows (os anteriores eram para consoles). Contando com gráficos relativamente avançados para a época, ele contava com recursos muito limitados, e por isso, não rendeu tanto sucesso;

  • RPG 2000: A responsável pelo sucesso do programa, conseguindo aliar muita versatilidade e customização com uma interface intuitiva. Tinha visuais inferiores ao RPG MAKER 95, mas era mais versátil;
Saint Seiya RPG é um game brasileiro desenvolvido no RPG MAKER 2000 que fez muito sucesso
  • 2003: Sucessor do 2000, o diferencial é que o sistema de batalha era inspirado nos de Final Fantasy, com personagens em um lado da tela e os inimigos em outro, atendendo a um pedido dos usuários que não gostavam muito da visão em primeira pessoa oriunda de Dragon Quest;
RPG MAKER 2003 tinha como diferencial o sistema de batalha lateral
  • XP: Apesar de possuir menos opções que os anteriores, ele conta com a linguagem RGSS, dando a possibilidade de uma customização muito maior para programadores não tão iniciantes.
RPG MAKER XP representou um salto qualitativo bem grande quando comparado ao 2003, mesmo retirando algumas funções
  • VX: Lançado em 2007, essa busca ser mais simples que o XP, justamente para ser mais amigável para os iniciantes.
RPG MAKER VX retira muits funções do XP para ser mais fácil para os iniciantes
  • MV: Essa tem como diferencial a criação de jogos em javascript;
RPG MAKER MV é uma das versões mais recentes da ferramenta
  • MZ: Essa melhora o sistema de batalha e tem um sistema de criação de personagens.
Uma batalha desenvolvida no RPG MAKER MZ

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, desabilite o Adblock para continuar acessando o site!