Share Button

Uma das grandes questões que envolvem o Nintendo Switch é por quanto tempo ele poderá ser utilizado fora de sua base.

A jornalista freelancer Laura Dale, que tem várias fontes dentro da indústria e disse acertadamente vários aspectos da revelação do console antes dela ocorrer, deu algumas informações novas a respeito do Switch.

Em seu longo artigo a respeito de todos os detalhes que ela divulgou envolvendo o aparelho, ela falou entre outras coisas sobre a bateria dele e quanto tempo ela deverá durar.

Uma fonte dentro da Nintendo lhe descreveu a duração da bateria como sendo algo “medíocre”. Outra, na Ubisoft, disse para ela que a duração máxima da bateria é de 3 horas.

Isso é um tempo menor até mesmo que a durabilidade da bateria do 3DS, que é de 3 a 5 horas quando se está jogando um game dele e de 5 a 8 horas se você jogar um jogo de DS.

Ela também disse que a tela do Switch será multi-touch, mas que não será focada na maior parte do gameplay.

“Estará lá para menus, desenhar, para certos jogos como um port de Mario Maker, etc,” disse Laura. “Como todos os jogos de Nintendo Switch precisarão ser jogáveis com o portátil na base, todos eles serão jogáveis sem a função de toque.”

Outro detalhe que chamou a atenção foi que ela falou que a base dará “um poder de processamento adicional” ao console. Detalhes sobre isso não foram ditos. Segundo ela, esta informação veio de fontes na Nintendo, Ubisoft e na fabricante. Todas teriam confirmado para ela que o hardware roda melhor na base do que fora dela.

A Nintendo disse ao site IGN durante uma entrevista que a base “não é a unidade principal do console do Nintendo Switch” e que sua função principal é colocar a imagem do aparelho na TV, “assim como carregar e dar energia para o sistema.”

O fato da Nintendo não ter dito nada sobre a base aumentar ou não o processamento do Switch, deixa aberta uma brecha para que isto possa vir a ser verdade. Resta aguardar, talvez até 2017, para sabermos se todas estas informações são verídicas ou não.

Via NeoGAF