Share Button
Divulgação/BBL

O Santos e-Sports falhou mais uma vez na sua tentativa de alcançar o Circuito Desafiante. Renovado com a chegada do suporte Gustavo “Baiano”, vice-campeão brasileiro de League of Legends, o peixe até conseguiu uma boa campanha durante as classificatórias, mas tropeçou na Série de Acesso, perdendo por 3-0 para a Havan Liberty.

Um dos remanescentes da equipe que fez sucesso na última edição da Superliga ABCDE, o meio Júlio César “NOsFerus” acredita que a equipe foi prejudicada pela falta de experiência no formato MD5 (melhor de cinco) da Série de Acesso.

“Acredito que eles se prepararam melhor e o formato do torneio favorece muito quem já está no Circuito Desafiante, pelo fato de ter vários jogos recentes para assistirem, enquanto nós não temos nenhum”, relatou o meio em entrevista ao GameHall.

O cenário é um tanto quanto desfavorável para os times da terceira divisão, já que o único campeonato de nível profissional que eles podem disputar com o decorrer da temporada é justamente o qualificatório para o Desafiante.

Em uma partida cheia de erros por parte de ambos os times, a Havan conseguiu o trunfo nos três primeiros jogos. A maior chance do peixe foi na primeira partida, extremamente caótica e que durou mais de 50 minutos.

“No primeiro jogo nós não estávamos com o psicológico muito em dia, estávamos cientes de que poderíamos ganhar a partida mas infelizmente não conseguimos, e após o segundo jogo, ficamos irreconhecíveis”, lembrou o jogador.

Fora do 2º Split do Circuitão, o Santos só poderá se juntar à segunda divisão do LoL brasileiro no próximo ano, se conseguir sucesso na próxima qualificatória. NOsFerus prefere não projetar o futuro, mas deixa resquícios de que o time pode ir em busca de renovação para os desafios que vem pela frente.

“Com certeza (já estamos mirando no próximo campeonato). O futuro é um enigma e tudo pode acontecer, realmente não sei sobre (novas contratações)”, finalizou.