Share Button
– a famosa franquia de filmes de terror chega aos videogames –

Publicado pela Konami e produzido pela Zombie Studios, ele chega para as plataformas PS3, Xbox 360 e PC e segue a mesma linha dos famosos filmes, com um terror psicológico cheio de puzzles para resolver. Diferente de Resident Evil 5, Saw não enfoca a ação, mas sim a resolução dos sádicos quebra-cabeças do palhaço psicótico Jigsaw e uma jogabilidade exploratória.

Se você é fã dos filmes (particularmente gosto muito dos dois primeiros) não pode deixar de conferir este game, que tem a participação de James Wan e Leigh Whannell, criadores do primeiro filme e que ajudaram na criação da história e no design de novas armadilhas sacanas para a versão videogame. Se você gosta de jogos de terror, continue lendo nossa análise e veja o que te espera.

O primeiro filme de Jogos Mortais, lançado em  29 de outubro de 2004, teve um orçamento muito reduzido e foi filmado em apenas 18 dias. Apesar do baixo orçamento, o filme teve um enorme sucesso que rendeu várias sequências milionárias.

Preso num asilo cheio de armadilhas

Apesar de anunciado ao mesmo tempo que o filme Jogos Mortais VI, o game possui uma história completamente a parte, que se passa entre o primeiro e o segundo filme. O protagonista é o detetive David Tapp, personagem vivido pelo ator Danny Glover no primeiro filme, que acorda em um decrépito asilo abandonado.

Jigsaw matou seu parceiro  em uma das suas armadilhas e acabou com a vida de Tapp. O detetive se tornou obcecado em prender esse serial killer a tal ponto que foi consumido pelo ódio, arruinando sua vida profissional e pessoal. Preso no asilo, Tapp precisa jogar um jogo mortal, do mesmo tipo dos que ele passou vários anos investigando. Para escapar, precisa sobreviver a várias armadilhas bizarras e quebra-cabeças elaboradíssimos que Jigsaw organizou para ele e outras pessoas que estão no asilo.

Tapp ainda carrega dentro de seu peito uma chave, um prêmio para outras vítimas no asilo que foram instruídas a matar o detetive e retirar a chave para sobreviverem a seus próprios testes. Mas cada pessoa possui uma conexão sombria com o detetive. Irá ele salvar essas pessoas? Pode ele sobreviver à obsessão de encontrar Jigsaw?

A trama é muito boa, digna de um filme da franquia Jogos Mortais, James Wan e Leigh Whannell fizeram um bom trabalho ao resgatar o personagem David Tapp e criar uma história que se encaixa bem na cronologia dos filmes. Além dele outros personagens consagrados da série aparecem no game. Confira abaixo alguns dos personagens que irão aparecer:

Detetive David Tapp: protagonista do jogo e do primeiro filme, um policial veterano obcecado pelo serial killer Jigsaw. Preso dentro de um asilo, ele carrega dentro do peito uma chave que pode significar a liberdade para outras pessoas. Agora ele tem que sobreviver aos testes psicológicos e mortais enquanto descobre pistas sobre Jigsaw. O personagem do game não foi dublado pelo ator Danny Glover.

Jigsaw (John Kramer): o antagonista da trama, Jigsaw é o assassino que captura suas vítimas e as coloca em armadilhas mortais para testar sua sobrevivência e ensinar a elas lições sobre erros que cometeram em suas vidas. Ele prendeu o detetive Tapp no asilo, elaborou várias armadilhas e colocou várias outras pessoas presas lá dentro. Personagem dublado pelo ator original, Tobin Bell (esse não podia faltar né, senão perdia a graça).

Amanda Young: Uma das primeiras vitímas de Jigsaw e personagem que aparece nos filmes. Amanda sobreviveu ao teste de Jigsaw e se tornou sua aprendiz. Ela aparece no asilo como uma das vitímas, mas sua missão é ficar de olho no progresso de Tapp. Ela tem uma grande participação na trama do jogo e vai dar pistas e informações do asilo e Jigsaw para Tapp. Personagem não é dublada pela atriz original.

Boneco Billy: o bizarro boneco de Jigsaw (que ficou famoso por andar em um triciclo) que é usado para entregar pistas e informações as suas vitímas. Aparece em vídeos e “pessoalmente” com o seu triciclo e irá fornecer informações para Tapp.

Obi Tate: o personagem de Obi foi visto no segundo filme como uma das várias vitímas, ele ajudou Jigsaw a capturar as pessoas e acabou junto delas. Sua participação no game é um mistério a ser resolvido.

Jeff Ridenhour: quando Tapp e seu parceiro Sing investigavam Jigsaw e encontraram um de seus esconderijos, encontraram Jeff preso em uma armadilha, sendo salvo por Tapp. Sua participação no game também é um mistério.

Melissa Sing: a viúva do detetive Steven Sing, parceiro de Tapp que foi  morto em uma das armadilhas de Jigsaw.

Oswald McGullicuty: o jornalista que primeiro apelidou John Kramer como o assassino “Jigsaw”.

Jennings Foster: um policial CSI, que cometeu um erro e agora participa dos jogos do “sacana” Jigsaw.

Aliado anônimo: um homem que escapou de uma armadilha e ajuda Tapp a se locomover dentro do asilo, mas será ele confiável?

Máscara de Porco: uma pessoa desconhecida usando as roupas e a máscara de porco de Jigsaw, perseguindo as pessoas dentro do asilo.


Hello gamer, I wanna play a game

Jogos Mortais apresenta gráficos muito bons, não é o que existe de melhor,  poderia ter animações mais bem feitas e design dos personagens mais criativo é verdade, mas no geral estão decentes. A ambientação do game é excelente, você vai se sentir dentro dos filmes, numa casa suja, nojenta, cheia de sangue, corpos, puzzles, armadilhas e máquinas de tortura (pode esperar enfiar a mão em lugares como uma privada nojenta cheia de seringas e dentro de um corpo).

Apesar de não ser muito assustador, ele tem seus momentos de tensão, como logo no começo em que seu personagem está preso numa cadeira com uma armadilha de urso no pescoço. Mas assim que você escapa dela, já há outro puzzle para resolver: escapar da sala. E assim vai durante o jogo inteiro, mesclando puzzle com partes de ação. Há vários tipos de obstáculos durante sua exploração, mas destaco aqui as espingardas atrás das portas, com um espaço curto de tempo para desarmá-las (você provavelmente vai ter a cabeça estourada algumas vezes).

O jogo incentiva a um pensamento rápido com os seus vários puzzles espalhados pelo asilo. Alguns deles são bem intuitivos, outros um pouco mais complexos e tensos (geralmente quando possui tempo) e outros só na base da tentativa e erro mesmo, mas são bem simples de se manejar, usando o comando analógico e apertando botões em sincronia. Há também um sistema de combate, mas que consegue ser mais confuso que o do Silent Hill: Homecoming, que já é péssimo. Você pode usar brinquedinhos como canos, tacos, instrumentos cirúrgicos e acredite se quiser até um braço de manequim como armas, ou ser machão e ir na porrada mesmo (mas é quase certeza de game over). Os controles são confusos e lentos, provavelmente a maior frustação do game.

A trilha sonora e os efeitos sonoros são medianos, o destaque vai para a ótima dublagem de Jigsaw, do mesmo ator dos filmes, em compensação as outras dublagens não têm nenhum brilho. O seu melhor aspecto é o de ser uma boa transição dos filmes para o game, como os puzzles que testam questões morais de você apreciar ou não a sua vida mesmo que signifique tirar a vida de outros para poder continuar, como nas versões cinematográficas. Apresenta alguns bugs e uns loading meio demorados, mas nada que não possa ser suportado.

“Do you wanna play a game? Live or die, make your choice”