Share Button

Divulgação

O Chile neste momento passa por violentos conflitos em decorrência de manifestações que acontecem há seis dias contra o governo de Sebastián Piñera, onde 18 pessoas já morreram.

Foi em meio a esse caos que o senador chileno Manuel José Ossandón, do partido Renovación Nacional (RN), revelou em entrevista que foi informado que manifestantes se organizaram por meio de videogames para combinar incêndios em forma de protesto.

Ossandón diz que um hacker, especialista em comunicação e redes sociais, o avisou que essas pessoas “estavam se comunicando via videogames e que iriam queimar as estações do metrô”.

Segundo o político, ele teria avisado ao Palácio de la Moneda, sede da Presidência da República do Chile, a respeito das manifestações que ocorreriam, mas nada foi feito.

Eu avisei, porque um hacker de Puente Alta (…) me disse que grupos de pessoas estão conectados por videogames e vão queimar estações do metrô. Eu avisei imediatamente em La Moneda. E queimaram todas! Então, ao invés de mandarem militares às ruas, deveriam ter cuidado da infraestrutura crítica“, disse o senador à rádio Cooperativa.

O partido de Ossandón faz parte da Chile Vamos, uma coalizão de partidos de direita que conta com o presidente Sebastián Piñera entre seus principais líderes.