Share Button

Divulgação

O senador dos EUA Josh Hawley, do partido republicano, anunciou hoje um novo projeto de lei que visa proibir os loot boxes e microtransações pay-to-win em títulos jogados por menores de 18 anos.

O projeto, batizado de The Protecting Children from Abusive Games Act (Ato de Proteção às Crianças Contra os Jogos Abusivos, em tradução livre) será apresentado em breve no senado norte-americano.

Em comunicado à imprensa, o texto cita o popular jogo mobile Candy Crush como exemplo notável de microtransações pay-to-win com pacotes de US$ 150.

Quando um jogo é projetado para crianças, os desenvolvedores de jogos não devem gerar receita com o vício“, disse Hawley.

E quando as crianças brincam com jogos projetados para adultos, elas devem ser protegidas de microtransações compulsivas. Desenvolvedores de jogos que conscientemente exploram crianças devem enfrentar consequências legais“.

Embora algumas empresas tenham recuado na prática de microtransações, jogos populares como Overwatch, FIFA e Apex Legends continuam ganhando muito dinheiro com microtransações aleatórias.

A Entertainment Software Association, o grupo de lobistas da indústria de videogames, enviou um comunicado (via Kotaku) logo após a apresentação deste projeto de lei:

Numerosos países, incluindo Irlanda, Alemanha, Suécia, Dinamarca, Austrália, Nova Zelândia e Reino Unido, determinaram que as loot boxes não constituem apostas. Estamos ansiosos para compartilhar com o senador as ferramentas e informações que a indústria já fornece, que mantém o controle dos gastos do jogo nas mãos dos pais. Os pais já têm a capacidade de limitar ou proibir as compras no jogo com controles fáceis de usar“.