Share Button

O diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, forneceu mais alguns detalhes a respeito do porte do jogo para computador, em uma conversa que teve na Gamescom 2017 com o site PC Gamer.

Além do suporte oficial para mods via Steam Workshop, o game poderá ser jogado com o uso de mouse e teclado, o que ajudará muito para quem quiser apreciá-lo no inédito modo de visão em primeira pessoa, que estará incluso no jogo para PC.

Agora se você está pensando em comprar o game para jogá-lo com os gráficos na qualidade máxima e em 4K/60 fps na sua máquina, Tabata disse que conseguir isso será bastante difícil.

“Suportar isso será possível, mas considerando as especificações que você necessita para chegar nesse patamar – com 4K nativo, HDR e 60 fps constantes – a máquina que temos aqui não consegue fazer isso no momento. Tem uma GTX 1080 Ti, e mesmo com ela, 60 fps não é possível,” revelou Tabata.

Até computadores com SLI terão problemas para conseguir rodar o game dessa forma.

“Com múltiplas placas, há o carregamento do quadro anterior e você tem um pequeno atraso com isso. Não permite 60 fps constantes. Para conseguir 60 quadros realmente lisos, você necessita de uma base de maior capacidade para fazer isso. Todas as simulações de física também precisam ser atualizadas em cada quadro – se você tem duas placas rodando juntas há um pequeno atraso entre o envio dos dados entre as duas placas e é isso que torna impossível.”

Apesar disso, o jogo suportará uma grande variedade de configurações, sendo possível jogá-lo até mesmo em computadores mais modestos. Se você tem um PC com especificações similares aos dos consoles atuais, não terá problemas, desde que não queira jogar em 4K, é claro.

Adicionalmente, Tabata disse (via Kotaku Australia) que Final Fantasy XV foi terminado por apenas 60% dos jogadores que o jogaram. Um mês após o lançamento, este número era de 30%, o que deixou a equipe desanimada na época.