Share Button
– Um excelente shooter da Treasure para o Nintendo Wii –

Você que tem um Nintendo Wii irá se divertir, sem compromissos, com Sin and Punishment: Star Successor, um excelente shoot’ m up on-rail produzido pela competente Treasure, especialista em jogos de ação frenética como o inesquecível Gunstar Heroes e Ikaruga.

O game é uma sequência de Sin and Punishment: Sucessor of the Earth, lançado originalmente para o N64 em 2000. A principal diferença entre eles são os controles de movimento, que foram muito bem aproveitados para o padrão do Wii. Ação na tela se desenrola de maneira automática, mas você tem controle parcial do seu personagem e uma mira para atirar contra hordas de inimigos, seguindo o esquema de clássicos como Time Crysis, House of the Dead ou Virtua Cop.

O game apresenta cenários muito criativos e inesperados e inimigos enormes que aparecem na tela. Esqueça as leis da física, números limitados de munição e outros aspectos que tentam aproximar os games para a o mundo real. A mecânica é simples, a ação intensa e a diversão garantida.

A história se passa alguns anos após o primeiro game, o personagem principal é Isa Jo, filho de Saki e Airan do jogo anterior. A outra personagem é uma misteriosa mulher chamada Kaichi. Temos muitos elementos scifi no enredo, onde é revelado que existe duas dimensões: o Inner-Space e o Outer-Space, que estão em guerra. A aventura começa quando Isa e Kaichi tentam fugir do planeta Terra, mas sua nave é abatida e eles caem em uma zona remota do Japão. Eles são de lados diferentes, mas acabam se juntando e são perseguidos pelos Nebulox, antigo grupo de Isa e pelas criaturas “Keepers”. A história é meio maluca e nem tudo é o que parece, mas se você gosta de histórias scifi, com certeza irá curtir.

O grande trunfo de Star Sucessor reside em sua jogabilidade, pois o desafio aqui não é apenas mirar e atirar, mas você precisa ter habilidade para se esquivar do ataques inimigos, combinando movimentação com domínio de pontaria, para cada situação.  Os inimigos aparecem de todos os lados e ângulos, e há vários chefes e sub-chefes em cada fase, a maioria exigindo uma boa combinação de ataques diretos e distantes para superar obstáculos ou refletir ataques. Escolher a forma de ataque contra os vários tipos de inimigos, especialmente os de grande porte, é crucial para uma vitória.

O game possui oito fases, que não são muito curtas e de dificuldade variável. Você possui apenas uma vida, mas para ajudar há continues ilimitados e checkpoints no meio dos cenários. O seu personagem além de poder andar pela área, também pode voar em uma espécie de skate voador (o Hover Board do filme De Volta Para o Futuro), ideal para evitar alguns tipos de ataques inimigos ou ainda para acertar inimigos de difícil acesso. É possível ainda se esquivar, saltar e atacar com ataques físicos. Para conseguir altas pontuações, você deve executar todos os comandos com uma certa maestria.

O jogo tem uma visão em terceira visão, com uma câmera ora posicionada nas costas dos personagens, e ora através de uma vista lateral. Você pode jogar com o Wii Remote com o Nunchuck, com o Classic Controller, com o controle do GameCube ou ainda até com a pistola Wii Zapper. Se você não tem outros controles, não se preocupe, o Remote e o Nunchuck respondem de forma exemplar e bastante eficaz, especialmente no que toca ao fazer as miras.

Há a opção de se jogar a aventura com outra pessoa, um controlando Isa e outro Kaichi, porém o segundo jogador não aparece na tela, voltando ao sistema na primeira pessoa e controlando apenas a mira. Uma pena os dois personagens não estarem na tela ao mesmo tempo.

No que consta aos gráficos e visuais, Star Sucessor não faz feio, apresentando cenários bonitos e bem construídos. A ação é intensa e câmera está sempre se movimentando, em diferentes ângulos por caminhos pré-definidos. Os cenários futuristas impressionam, assim como o design dos inimigos, sejam monstros gigantescos, robôs poderosos ou incontáveis inimigos pequenos. Minha única reclamação fica para o design dos personagens principais, que não ficou muito bacana, especialmente nas cutscenes.

A trilha sonora é competente, oferecendo um bom ritmo à ação, com temas que misturam a música eletrônica com a dance music. Efeitos sonoros como explosões e tiros complementam o áudio. Ainda é possível escolher entre as vozes dubladas em inglês ou japonês, ambas bem feitas. O game tem uma média de 10 horas de duração, e o fator replay não é muito alto. O maior incentivo para se jogar novamente é o de se alcançar uma maior pontuação. Há vários fatores de multiplicação que contam na pontuação de uma fase, mas resumindo, quanto mais você se arriscar, maiores são os seus pontos, que você pode dividir em uma tabela online de pontuação.