Share Button

Quando a Sega revelou o design artístico de “Sonic Boom“, muitos fãs ficaram revoltados com as novas aparências dos personagens, em especial o Knuckles. Mas pelo jeito havia concepções ainda “mais malucas“, já que a produtora norte-americana Big Red Button, responsável pela produção do game, revelou que a parceira oriental Sonic Team ficou “traumatizada” ao ver alguns dos conceitos iniciais do game.

Logo no começo, quando tivemos nossa primeira revisão de todas as coisas loucas que queríamos tentar, Takashi Iizuka [líder da Sonic Team] veio para Los Angeles e olhou para todos os diferentes conceitos“, disse Bob Rafei, CEO da Big Red Button em entrevista para o Gamespot. “Eu senti pena do cara, porque às vezes ele não conseguia olhar para a tela… era muito traumático ver todas as coisas loucas que queríamos fazer“.

Rafei comentou que a equipe experimentou cores diferentes, bem como adição de características como pele, pelo e escalas, mas que os designs tinham feito de Sonic “muito mais estranho e diferente de como o personagem é conhecido“. E quanto ao cachecol e as faixas de “pugilistas” que levantaram muitas críticas? Ele disse que esses itens estão lá para mostrar como os heróis são práticos, e não vaidosos.

Do meu ponto de vista, era importante os personagens possuírem um heroísmo prático a eles e não a vaidade, o que é mais adequada para vilões. As faixas nos braços e pernas foram inspirados por lutadores e jogadores de futebol americano – dois grupos que não se importam com a aparência, desde que eles detonem naquilo que fazem. Isso era algo que eu queria associar aos personagens. As faixas são para mostrar que eles não são vaidosos, é apenas parte da sua rotina“, disse Rafei. “Quando o mundo está em perigo, você não tem tempo para se preocupar com a sua aparência“.

Sonic Team e Sega foram muito abertos sobre a nossa abordagem, e aceitaram um monte de coisas que estávamos fazendo. De fato, por causa de algumas de nossas ideias realmente malucas, conseguimos encontrar os limites de coisas que podíamos e não fazer“, contou. Sobre o Knucklesmarombado“, Rafei disse que eles estavam procurando criar silhuetas/formas diferentes para os personagens, para que as pessoas pudessem identificar melhor as diferenças entre eles.

No decorrer da reunião, quando estávamos chegando com novas ideias, tivemos uma conversa muito sincera [Rafei e Iizuka] – apenas dois adultos conversando – sobre o porquê de um personagem deve ou não usar calças, e foi um momento muito surreal na minha vida e na minha carreira“, continuou Rafei. “Mas isso nos ajudou a entender as regras de vestuário neste universo. Qualquer pequeno ajuste foi um caminho muito longo, por isso tivemos que ter muito cuidado“.

Mas fãs mais exaltados, podem se acalmar. A Sega confirmou que “Sonic Boom” se passa em um universo paralelo da franquia “Sonic The Hedgehog“, e que eles não pretendem “substituir” o universo já existente do famoso ouriço supersônico. O título chega para Wii U e 3DS ainda em 2014, assim como uma animação para televisão, inspirada no mesmo universo dos games.