Share Button

Uma das principais diferenças entre o PlayStation 5 e o Xbox Series X é a maneira como a Sony e a Microsoft enxergam os exclusivos para suas plataformas.

A Sony continua utilizando a abordagem tradicional e fará jogos que serão lançados apenas no PS5, enquanto que a Microsoft não pretende fazer isso no Series X, ao menos no começo da próxima geração, período no qual os títulos dela também terão versões para Xbox One.

Em entrevista ao jornal The Guardian, o executivo da PlayStation, Simon Rutter, destacou a importância dos exclusivos, dizendo que nunca foram tão importantes quanto agora no PS5.

“Mais importantes, eu acho, do que nunca,” disse Rutter sobre os exclusivos. “Pela proximidade deles com os designers do sistema, os estúdios da PlayStation conseguem realmente tirar o máximo proveito do desempenho do sistema, e esse é um atributo realmente valioso para uma plataforma possuir.”

Ele cita como exemplo disso Gran Turismo 7, que de acordo com ele se beneficiará de quase cada aspecto tecnológico do PS5, permitindo ao game ter loadings quase inexistentes, e o som 3D dar ao jogador a habilidade de perceber pelo som se um carro está na frente dele ou atrás.

Também informou que dirigir o carro com o DualSense será bem diferente de fazer isso com o DualShock 4, sendo possível até mesmo sentir a diferença de acordo com o tipo de pista com o novo controle.

A Microsoft mudou sua abordagem com exclusivos há alguns anos e atualmente lança seus jogos tanto para Xbox quanto para PC, pois seu objetivo é manter o jogador em seu ecossistema, seja no console ou no computador. Além dos games, a empresa vem apostando em serviços como Xbox Game Pass e Project xCloud para atrair o público.

Via Metro