Share Button

South Park: The Fractured but Whole, ou A Fenda que Abunda Força, como ficou conhecido no Brasil, já começa com um belo trocadilho em seu subtítulo. O novo game da franquia de Trey Parker é a sequência do aclamado jogo de 2014, The Stick of Truth. Mais uma vez as infames crianças de South Park embarcam em uma aventura de RPG repleta de humor negro, piadas com duplo sentido e temas polêmicos, bem como a série da TV, que atualmente está em sua 21ª temporada. Acompanhe agora nossa análise.

Em A Fenda que Abunda Força você assume o papel de “Novato”, uma criança que acabou de chegar a cidade. Eric Cartman, que lidera o grupo dos super-heróis do lado do bem age como seu Mestre (assim como nos PRGs de mesa) e trabalha ao seu lado desde a criação da ficha de personagem até a designação das tarefas. O objetivo desta vez é combater o crime e desvendar o mistério dos gatos que estão desaparecendo de maneira suspeita, mas como em todo game do gênero existe muito a se fazer para além da missão principal, o que garante uma experiência de 15-20h de duração.

O título é divido em exploração e combate. Sendo extremamente fiel ao desenho, o jogo segue o mesmo estilo de arte que a série da TV, por isso o jogador sente como se estivesse no controle de um episódio. O mapa é uma adaptação da cidade já conhecida pelos fãs e traz todos os personagens e pontos icônicos da história. Uma característica interessante é que todos os estabelecimentos da cidade podem ser visitados por dentro e muitas vezes são uma oportunidade de adquirir itens para craftar, encontrar colecionáveis e também tirar selfies com os moradores, o que ajuda a aumentar sua popularidade e também o sucesso do Guaxingram, app que faz alusão ao popular serviço de compartilhamento de fotos.

O combate segue o estilo tático, ou seja, cada personagem move-se dentro de quadrados tendo um determinado espaço para se locomover e área de ataque. Não há muito o que aprender sobre a jogabilidade, por isso o maior desafio é realmente sobreviver as ondas de ataque e também bolar estratégias baseadas nas vantagens e fraquezas do seu time ao lidar com a equipe adversária, pois cada personagem possui habilidades específicas e em alguns casos os ataques inimigos  podem encurralar vários personagens ao mesmo tempo, como por exemplo, as Meninas do Raisins que podem mandar beijos soprados que hipnotiza e toma o controle de um de seus aliados por algumas turnos.

Algo realmente divertido em A Fenda que Abunda Força é o potencial de cada um de seus aliados; graças a isso você não se interessa apenas pelo seu personagem, mas sente-se satisfeito em jogar com todos os demais e também em elaborar novas combinações e descobrir os ataques especiais de cada um. As outras crianças da história não são meros componentes, mas sim peças fundamentais para chegar à vitória.

A customização é outro ponto alto do título. Existe uma grande variedade de roupas e upgrades para o “Novato”, por isso é difícil resistir e manter e manter o personagem com a roupa padrão do game. Já os upgrades trabalham para melhorar os bônus de equipe e também o status do Novato, deixando o protagonista e equipe mais fortes.

O novo título de South Park é um exemplo positivo de quando os adiamentos de um jogo valem a pena. A continuação de Stick of Truth é justamente o que os fãs do game e da série estavam esperando. Preservando os principais elementos que levaram South Park ao sucesso, como o humor ácido e abordagem de temas polêmicos, mas sempre com um toque genial por trás de tudo, A Fenda que Abunda Força agrada por continuar apostando no que deu certo, apenas melhorando o que era necessário sem colocar eventos ou recursos desnecessários no game.

Uma cópia digital do game para Xbox One foi fornecida pela Ubisoft para análise.