Share Button

Mesmo após terminar e platinar Spider-Man, fiquei querendo jogar mais, de tanto que gostei do jogo conforme você pode conferir em minha análise. Embora geralmente eu não seja um defensor de DLCs, fiquei contente em ver que o novo game do escalador de paredes iria ter algumas, e ainda por cima voltadas para expandir a história.

Com a chegada de “O Assalto”, primeiro conteúdo adicional pago do jogo, temos a presença da Black Cat, uma anti-heroína que ao longo de sua relação com o Homem-Aranha, age tanto como sua inimiga quanto sua aliada, dependendo da situação. Como era de imaginar, isso se repete no game.

O Assalto traz o início de uma nova história envolvendo o herói aracnídeo, Black Cat e outro dos inimigos do cabeça de teia, mas que manterei o nome em sigilo para evitar spoilers. Há também três novos trajes para o Homem-Aranha, os quais são desbloqueados após certos requisitos serem alcançados, como terminar o DLC.

Algumas das missões extras que são disponibilizadas neste novo conteúdo trazem certas novidades no aspecto técnico que não estão presentes no jogo principal, mas nada de muito glamouroso. A mais interessante delas ocorre justamente envolvendo a personagem Black Cat, em um dado momento onde ela e você têm a oportunidade de trabalhar em equipe. A parte opcional do DLC envolve a obtenção de coletáveis, a conclusão de novos desafios de pontuação e tempo, desarmamento de bombas, e o enfrentamento da nova gangue que está causando o caos na cidade, que tem até mesmo um sujeito que faz uso de uma metralhadora giratória para te atacar.

Mary Jane está de volta, novamente como a implacável parceira do Homem-Aranha, assim como J.J. Jameson que, por meio de sua estação de rádio, foca exclusivamente em criticar o super herói escalador de paredes, garantindo algumas risadas quando isso acontece.

Com a ausência de novidades substanciais na jogabilidade, O Assalto não faz muito em incrementar o conteúdo do jogo, pois em até 3 horas você consegue concluir literalmente tudo que ele oferece, incluindo troféus. A história deixa algumas dúvidas no ar, mas nesse ponto trata-se de algo esperado, pois temos de lembrar que essa é apenas a primeira de três partes de uma nova trama, que será continuada em novembro e concluída em dezembro.

É importante ressaltar também a presença de um bug bastante grave no DLC, que faz com que as cutscenes comecem simultaneamente com a tela de transição de dia e noite do jogo, o que te impede de ver o começo de algumas delas. Felizmente, a desenvolvedora Insomniac está ciente do problema e afirmou no Twitter que corrigiu ele na atualização 1.10, que será disponibilizada em breve. Enquanto ela não sai, antes de começar a jogar O Assalto, certifique-se de ir a uma Estação de Pesquisa e configurar a hora do dia para “noite”, de modo a contornar essa situação e poder jogar tranquilamente.