GamesNotíciasr7

Square Enix precisou restaurar dados de arquivos perdidos para desenvolver remaster de Chrono Cross

Faltando um dia para o lançamento de Chrono Cross: The Radical Dreamers Edition, a Square Enix compartilhou no PS Blog algumas informações a respeito do desenvolvimento, e disse ter se deparado com um desafio adicional envolvendo a restauração de dados de arquivos perdidos do jogo original para conseguir criar o remaster.

“Alguns gamers podem achar que criar uma versão remasterizada seja um simples caso de se pegar o game de um sistema e movê-lo para outro, mas é muito mais difícil do que isso! Já trabalhei em vários projetos de remasterização, e são sempre muito desafiadores”, disse o produtor, Koichiro Sakamoto.

“Por exemplo, os games do PlayStation original, principalmente os das últimas gerações daquele console, como Chrono Cross – realmente levavam o hardware ao seu limite. Os desenvolvedores usaram seu conhecimento técnico e suas habilidades para vencer barreiras que o hardware apresentava, o que torna muito difícil quebrar o código e analisar o que está realmente acontecendo”, explicou.

“Encaramos um desafio adicional no caso de Chrono Cross, já que a programação e os dados gráficos não haviam sido preservados de maneira completa”, continuou. “Isso quer dizer que no início do desenvolvimento, era impossível recriar a versão original do jogo em várias plataformas. Tivemos que procurar pelos dados que haviam sido preservados e jogar o game original nós mesmos para descobrir o que estava faltando, e restaurar”.

“Isso pediu um enorme esforço de todas as empresas envolvidas no desenvolvimento! Mesmo assim, havia algumas vantagens, claro, incluindo o fato de Chrono Cross sempre ter sido um ótimo game, então jogar tudo de novo foi muito divertido!”

Outros detalhes sobre o trabalho envolvendo a criação de Chrono Cross: The Radical Dreamers Edition podem ser lidos no PS Blog. O jogo sairá nesta quinta (7) para PS4, Xbox One, Switch e PC (Steam).

Artigos relacionados