Share Button

Star Ocean: Till the End of Time” é o terceiro jogo da famosa franquia de RPG scifi espacial criada pela Tri-Ace, lançado originalmente para o PlayStation 2 em 2003, e que agora chega ao PS4 através do sistema PS2 Classics.

Vale lembrar que esta versão não se trata de um remaster ou remake, mas sim da versão original do PS2 com alguns ajustes na resolução em alta definição e aprimoramentos nos efeitos de luz e sombra, oferecendo uma imagem do jogo muito mais clara e nítida – mas as cutscenes mantêm a resolução original do PS2. O jogo também oferece lista de troféus e uso remoto com o Vita.

Considerado por muitos fãs como o melhor game da franquia – o título mais recente, “Star Ocean: Integrity and Faithlessness” de 2016, não agradou muito – a sua trama ocorre 400 anos após os eventos do jogo anterior, “Star Ocean: The Second Story”, no planeta Hyda IV.

O protagonista, o jovem Fayt, está curtindo umas férias com sua família e amiga de infância Sophia, quando este mundo é atacado por forças alienígenas altamente avançadas, iniciando uma guerra sem precedentes. No calor da batalha, Fayt é separado de Sophia e sua família, e a partir daqui se inicia uma emocionante e longa jornada para o desconhecido em busca de seus entes queridos.

A narrativa certamente é um dos pontos mais fortes do game, onde o jogador é transportado para um universo futurístico, viajando em naves espaciais para outros planetas e outras coisas legais, que podem ser alteradas dependendo do personagem escolhido.

A jogabilidade utiliza o sistema de tempo real com elementos de estratégia, já que o jogador deve escolher quais habilidades e personagens usará para os diversos confrontos que decorrem ao longo da aventura. As batalhas são dinâmicas e oferecem uma experiência bem divertida e interessante.

Outro ponto de destaque é a maravilhosa trilha sonora orquestrada, assinado pelo sempre genial Motoi Sakuraba, parceiro de longa data nos jogos da Tri-Ace. As dublagens são em inglês (sem opção para o japonês) e seguem aquele padrão do começo dos anos 2000, ou seja, sem grandes emoções ou interpretações, mas que com o tempo acabamos nos acostumando – as dezenas de vozes e frases nas batalhas, por outro, têm uma qualidade melhor.

O jogo é totalmente em inglês, sem legendas em português, então se o seu conhecimento no idioma estrangeiro está meio enferrujado, é bom pensar duas vezes antes de adquirir este título.

*Como o jogo é muito próximo do original, as notas abaixo são para o padrão da época em que foi lançado originalmente e não para os padrões atuais.