Share Button

Atenção você que é fã do universo “Star Trek”, foi anunciado no site de financiamento coletivo Indiegogo um projeto para um documentário para comemorar os 25 anos de lançamento da série “Star Trek: Deep Space Nine“, que será dirigido por Adam Nimoy (filho de Leonard Nimoy, o Spock, que recentemente fez um documentário para o seu pai, disponível na Netflix) e produzido pelo showrunner do programa original, Steven Behr.

Lançado nesta quarta-feira (8), o projeto chamado “What We Left Behind: Looking Back at Star Trek: Deep Space Nine” e já arrecadou mais de US$ 40 mil até o momento, de um total de US$ 150 mil – 148.978 para ser exato – alguns atores da série colaboraram na vaquinha, como pode ser visto no vídeo mais abaixo.

Nosso documentário vai dar uma olhada detalhada nesta série histórica e considerar as razões de como Deep Space Nine passou de uma ovelha negra para um dos pilares de Star Trek. O filme também conterá um segmento especial ‘O que aconteceria se…’, onde os roteiristas originais se reuniram para discutir uma 8 ª temporada teórica do show“, diz a descrição do projeto.

Liderado pelo showrunner original Ira Steven Behr, dirigido por Adam Nimoy, e com um punhado de entrevistas-chave já ‘no saco’, o #DS9Doc agora precisa de SUA AJUDA para chegar a conclusão terminando filmagens, edição e pós-produção“.

Dependendo do valor doado, o contribuinte recebe uma recompensa, que vai desde acesso exclusivo na produção do documentário e nome nos créditos (valor mais barato de US$ 5), passando por broches dos personagens principais (US$ 25), uma cópia em DVD/Blu-Ray + bônus anteriores (US$ 35), até uma premiere em Los Angeles + Festa com elenco e produção (US$ 300) e um jantar com a atriz Nana Visitor (a Kira Nerys, ela inclusive vai fazer o jantar para quem estiver disposto a pagar US$ 2000).

Para mais informações sobre o projeto, acesse o Indiegogo.

Star Trek: Deep Space Nine” estreou em 1993 e apresentava um estilo bem diferente da série original dos anos 60 (com o Capitão Kirk) ou da “Star Trek: The Next Generation” (com o Capitão Picard). Ao invés de se passar dentro de uma nave estelar, a narrativa se concentrava dentro da estação espacial com arcos de histórias e personagens mais sombrios e complexos, que não se encaixa perfeitamente na visão do criador da franquia, Gene Roddenberry.

Na época em que foi transmitida, a série ficou longe de ganhar o mesmo status das duas anteriores, mas conseguiu audiência suficiente para ganhar sete temporadas. O programa ficou mais popular através dos anos com as reprises e mais recentemente com a inclusão na rede Netflix (tem disponível lá todas as séries da franquia com todas as temporadas), o que incentivou a realização do documentário, segundo revelou o próprio Steven Behr.

Abaixo você confere um vídeo com Behr e parte do elenco falando sobre o documentário/financiamento: