Share Button

Terminou agora há pouco o State of Play focado exclusivamente em The Last of Us Part II. Nele pudemos ouvir o diretor, Neil Druckmann, explicando vários detalhes da história e da jogabilidade, além de conferir um trecho inédito do game.

Druckmann disse que o jogo terá mudanças de estações ao longo da história, com a maior parte dela ocorrendo em Seattle, nos Estados Unidos, que virou o palco do confronto entre duas facções inimigas: Washington na Luta pelo Futuro (WLF), bem organizada e que faz uso de armas de fogo e cães para se defender, e os Serafitas (ou Cicatrizes), um grupo de fanáticos religiosos que são tribais, territoriais, usam as sombras para atacar e utilizam armas primitivas, como arcos e flechas.

O diretor ressaltou novamente que o mundo de The Last of Us Part II será o maior que a Naughty Dog já fez, e para navegar com maior rapidez, Ellie poderá usar cavalos e barcos em determinados locais, além de cordas.

Os infectados continuam muito presentes no mundo do game e representam um perigo para todos. São mais numerosos e inteligentes do que no primeiro jogo e os mais perigosos só poderão ser vistos assim que o jogo for lançado.

A jogabilidade permitirá que Ellie arremesse objetos nos inimigos para distraí-los ou desorientá-los, permitindo um ataque fatal ou então usar um deles como escudo para enfrentar os demais. Haverá uma vasta customização para as armas, que mudarão a maneira como elas são utilizadas e também seus visuais.

Por fim, no trecho do vídeo que mostra a jogabilidade inédita (14:26 em diante), Ellie se encontra em um local inundado, perto do que parece ser uma base da facção WLF e precisa invadi-la em busca de uma mulher chamada Nora.

The Last of Us Part II chega no dia 19 de junho exclusivamente para PlayStation 4.