Share Button

Quem cresceu nos anos 90 sabe que as batalhas de nave faziam muito sucesso, e foi neste tempo que estrelas do gênero como Ace Combat e Star Fox fizeram sua fama. Após um longo período sem um representante forte, eis que a Ubisoft apresenta um título para matar a saudade que os fãs tinham. Estamos falando de Starlink: Battle for Atlas, que foi lançado para PS4, Switch e Xbox One. Confira agora a nossa análise.

Starlink: Battle for Atlas se passa no sistema estelar de Atlas. A trama gira em torno uma emboscada sofrida pela nave Equinox, que resultou em um acidente que levou a mesma a se deslocar para um planeta próximo. Neste ataque arquitetado pela Forgotten Legion, o capitão foi feito de refém.  O líder do bando, Grax, deseja acima de tudo encontrar uma antiga e poderosa tecnologia deixada por uma raça alienígena, que atualmente se encontra extinta. Durante sua jornada muitas batalhas serão travadas.

Em Battle for Atlas você se une a personagens com diferentes histórias e habilidades, vindos de partes distintas do sistema estelar. A história ganha características específicas de acordo com as alianças que são formadas ao longo da jornada. Além de seguir a campanha, existe a possibilidade de explorar e viajar por todo o sistema de Atlas, ou seja, estamos falando de um game de mundo aberto (dentro de suas limitações).

O grande trunfo de Starlink são as naves, que além da versão digital, podem ser adquiridas, bem como os pilotos, na versão física e utilizadas para jogar, como em Skylanders e amiibos. No Brasil, infelizmente, o preço é salgado, e na prática, a menos que você seja um colecionador não há uma necessidade real de fazer tal investimento, pois as naves físicas não agregam na jogatina, por isso, a versão digital é a mais indicada para quem quer se divertir e não gastar muito.

A jogabilidade exige tempo de adaptação. Estamos falando de pilotagem de nave e cada uma tem seu peso, velocidade e demais características específicas, por isso, é necessário um certo tempo para se adaptar ao manuseio e também às armas, principalmente no que diz respeito à precisão de alvos muito rápidos. Já os gráficos seguem um traçado cartunesco. Os personagens têm um bom acabamento, mas o destaque são as naves e upgrades cheios de estilo.

A aventura espacial da Ubisoft é um “revival” de um gênero tão pouco explorado hoje. Battle for Atlas se destaca também por incluir co-op local e multiplayer split-screen. Mesmo em sua versão 100% digital, a diversão é garantida e não é necessário comprar mais naves para curtir a experiência de campanha ou exploração. Título indicado para os fãs de sci-fi e aventuras de “navinha”.