Share Button

Amigos e amigas do Gamehall, eis que venho até vós com mais uma pérola maquiavélica do mundo dos games, mais uma porcaria videogamelística. Ou seja, trago até vocês mais um “trash review”. E com muito gosto, adoro isso!

A muito e muito tempo, em uma galáxia muito e muito distante” que eu preferia sequer recordar, um filme que era o sonho de muito gamer veio à tona: Street Fighter The Movie. E que bomba não foi.

Considerado um dos piores filmes baseados em game já criados, e porque não um dos piores filmes já produzidos tão simplesmente, Street Fighter: The Movie conseguiu desagradar a gregos e troianos. Entretanto, como desgraça sozinha é coisa boba, o mundo teve de conhecer uma outra porcaria muito grande, dessa vez uma porcaria destinada exclusivamente para o mundo dos games. Uma porcaria que nada mais é do que uma extensão da porcaria que Street Fighter: The Movie o era. Uma porcaria chamada Street Fighter: The Movie Game.


O conceito do game é simples, criar um game Street Fighter com muita pancadaria, baseada nos eventos do filme. Nada demais e nada que fosse obrigatoriamente ruim se bem feito o fosse. A coisa já desanda no nome do game, Street Fighter: The Movie Game. “The Movie Game”, Sério?

Não tinham nada menos clichê, ou até mesmo menos redundante não? O visual do game usa da mesma técnica de Mortal Kombat, se utilizando de imagens digitalizadas dos atores que atuaram no filme. Todos os personagens do filme estão no game, o que inclui o Capitão Sawada, personagem exclusivo do filme mas que mesmo no filme não luta. Mas se Sawada não luta no filme, o que diabos ele esta fazendo no game…

A técnica usada não seria um ponto negativo do game se esse tivesse sido feita com alguma competência. O resultado final do visual do game é catatônico. A movimentação dos personagens é extremamente truncada e forçada e as animações de movimentação de cada lutador são pobres. O número de movimentos de cada personagem é o padrão de um game Street Fighter “convencional”, mas é tudo tão mal feito que a impressão que dá é de cada lutador ter poucos movimentos.


Os cenários são pobres e sem vida, chatos assim como todo o filme é. A coisa no que cerne o visual do game é tão feia, que Mortal Kombat, o primeiro mesmo, é muito mais competente do que Street Fighter: The Movie Game. Para quem reclama que Pit Fighter não é bom nesse sentido, é melhor passar bem longe dessa cria mal concebida da CAPCOM.

A jogabilidade do game, fator que mais importa em um game de luta e que normalmente é onde mais brilham os games da série Street Fighter, é um fiasco em Street Fighter: The Movie Game. Com respostas lentas e nem sempre precisas, jogar Street Fighter: The Movie Game depois de experimentar quase qualquer outro game da franquia é irritante. Não estou dizendo que é o game de luta com a pior jogabilidade da história, mas é bem decepcionante jogar um Street Fighter e se sentir incomodado com o controle.


Não é preciso muita técnica para se jogar o game, mas não me parece que ele foi concebido para ser técnico, seria demais para a visível falta de estrutura que o game possui para tal. Os golpes “Super” estão presentes no game, mas sofrem com todas as mazelas já enumeradas aqui, ou seja, são esteticamente feios e ruins para aplicá-los.

Sonoramente o game “não cheira e nem fede”, o que não é nem algo ruim, mas também está longe de ser um elogio. A única coisa que me intrigou foi a não utilização da voz dos próprios atores para os personagens do game. Se utilizaram, a coisa ficou ruim pois não é possível identificar isso. Não pesquisei a respeito, mas não tive dúvidas, ao aplicar um hadouken, de que o dublador de Ryu não era o Ryu do cinema.


A história, ou pretensa história, do game é a mesma porcaria apresentada no filme”. Bem, como todo “trash review”, esse foi rápido, mas com certeza não foi indolor para aqueles que já jogaram esse game e que se recordaram do tempo jogado no lixo por conta dessa jogatina.

Caso ainda não tenham tido o “prazer” de sequer ter visto ver um vídeo dessa porcaria, segue um link que somente dá uma ideia do que é Street Fighter: The Movie Game. Se algum de vocês que leem agora gostou desse game, por gentileza se utilizem do campo de comentários abaixo para me explicarem o porque.

Street Fighter: The Movie Game é “trash” com muita força!