Share Button

Muitos já consideram “L.A. Noire” como um dos melhores títulos de 2011. Além dos jogadores, o game da Team Bondi também conquistou a atenção de desenvolvedores, como Hideo Kojima, criador da série “Metal Gear“.

Falando ao site da revista britânica Edge durante um evento em Barcelona, Kojima revelou que está ansioso para conferir o conteúdo do jogo quando ele for lançado no Japão. O “pai” de Snake também se diz impressionado com a tecnologia utilizada para criar os movimentos faciais dos personagens de “L.A. Noire“, mas não pretende utilizá-la em seu próximo jogo.

“Estou interessado em ‘L.A. Noire’ e estou esperando o lançamento da versão japonesa. A tecnologia [utilizada para captura das expressões faciais] é fantástica, mas não é necessária para o meu próximo game. Entretanto, acho que é um elemento que vai mudar a direção dos jogos de aventura”, explicou Kojima.

Investigação de crimes em Los Angeles

“L.A. Noire” se passa na Los Angeles de 1947, na qual o jogador deve resolver os mistérios por trás de uma série de assassinatos brutais. O protagonista é Cole Phelps, policial que tem a missão de limpar as ruas de Los Angeles dos crimes. O agente terá que lidar com uma força policial corrupta, do mais baixo ao mais alto escalão, assim como algumas “coisas bem ruins” que ele mesmo fez durante a Segunda Guerra Mundial.

A mecânica de jogo básica em “L.A. Noire” envolve a resolução de casos através de um mix de investigação, depoimentos e interrogatórios, pacíficos ou nem tanto. Os sistemas de depoimentos e interrogatórios são uma parte interessante do game, pois fazem uso da tecnologia de animação facial “revolucionária”, segundo a Team Bondi, responsável pela produção do game.

“L.A. Noire” está disponível em versões para PlayStation 3 e Xbox 360, e uma edição para PC está agendada para chegar às lojas ainda em 2011.