Share Button

Após praticamente três anos de espera os jogadores de PC e Playstation 4 puderam, enfim, colocar as mãos em Tooth and Tail. O título é um jogo de estratégia em tempo real com gráficos pixelados e protagonizado por ratos e outros animais. Confira agora nossa análise deste jogo irreverente.

Tooth and Tail situa-se em um mundo de fantasia onde animais tem aspecto humano. No game quatro facções estão em conflito devido à falta de alimentos e graças a isso eles precisam decidir quem será abatido para alimentar os demais.

T&T tem visão isométrica, com gráficos pixelados e jogabilidade em tempo real, porém o que diferencia o título de outros jogos do gênero é sua simplicidade no gameplay, o que torna o game acessível para aqueles que nunca jogaram um RTS antes. Essa “modernização” no gênero não retira o brilho e dá autenticidade ao jogo.

Esta renovada na jogabilidade não exclui os elementos clássicos do RTS, ou seja, ainda existe a presença de unidades, a necessidade de craftar e criar itens e também crescer suas unidades para leva-las ao combate e consequentemente a vitória. Conquistar campos é fundamental, pois como estamos falando de escassez de alimentos a produção do mesmo é necessária para manter suas unidades saudáveis.

Como o leitor já deve ter imaginado Tooth and Tale não é tão simples. Algumas missões são realmente um problema e ações equivocadas do jogador podem abater sua tropa e atrapalhar seu progresso de uma hora para outra. Felizmente os objetivos das missões não são repetitivos e isso dá uma folga entre um confronto e outro.

Há muito o que se fazer por aqui: libertar prisioneiros, batalhar por comida, montar unidades, jogar offline e online. Graças a velocidade do game as batalhas são relativamente curtas, e isso é bom, dando a chance de combater em várias partidas sem se sentir cansado. Outra característica marcante é fato de mapas serem gerados de maneira aleatória, por isso em alguns momentos é preciso contar com a sorte, pois a estrutura pode ser desfavorável de acordo com suas condições no momento.

Do ponto de vista gráfico a arte pixelada caiu muito bem ao título. Os cenários são simples e de bom gosto fazendo alusão aos tempos do Super Nintendo. A direção de arte é a verdadeira obra prima; inspirada no século XIX cada personagem tem um design incrível e a leve mistura com o gênero steampunk no vestuário e equipamento de alguns personagens deixam o visual ainda mais cativante e único. Já a trilha sonora é viva com arranjos progressivos e festivos, que acompanham bem a dinâmica do jogo.

Tooth and Tail é um RTS moderno que preserva os elementos fundamentais do gênero e aposta numa jogabilidade mais simples. Ainda sim o game continua sendo desafiador e estratégico como um bom game de estratégia. O preço acessível e a diversão garantida fazem deste uma ótima opção para quem busca um jogo indie diferente e que seja nostálgico ao mesmo tempo.