Share Button

trailer-sonic-generations-teaser-hd-720p

Quem nunca jogou Sonic? O lendário mascote da SEGA iniciou suas aventuras no Mega Drive e está na ativa até hoje com uma enorme variedade de jogos para agradar todos os gostos. Ao longo dos anos, a série Sonic se manteve firme e forte em seu lado comercial, com a grande maioria dos títulos com enorme qualidade técnica tanto no universo 2D quanto no 3D, alcançando a excelência em  jogabilidade, gráficos e trilha sonora.

Os “tropeços” do azulão são a minoria absoluta perto dos mais de 120 jogos que são desenvolvidos pelas mais diversas equipes desde os anos 90. Por essas e outras, os jogos em geral têm vendagem bastante alta, e o azulão é até hoje uma das dez franquias mais vendidas do mundo dos videogames. Por essas e outras, resolvemos selecionar os 10  jogos clássicos de Sonic the Hedgehog. Lembrando sempre que é uma seleção, e se um jogo que você se “amarra” ficou de fora, deixe nos comentários.

10 – Sonic Adventure 1 / DX (Dreamcast, GameCube, PC, Steam)

O primeiro jogo da saga principal completamente 3D do Sonic veio para mostrar toda a grandiosidade e a potência do Dreamcast, que era o console mais poderoso de sua época.

Sonic Adventure é bem ambicioso, usando seis tipos de jogabilidades, contando com os melhores gráficos da época (mesmo ficando evidente que o Dreamcast poderia fazer melhor em jogos futuros), expandia o enredo da série Sonic, algo que até então tinha sido pouco explorado, coloca o visual definitivo nos personagens, e busca ser bom em absolutamente todos os pontos como trilha sonora, tema das fases, trilha sonora, etc.

Para os padrões atuais, os gráficos envelheceram bastante e os problemas de bugs e câmera podem atrapalhar a experiência, mas independente disso, continua sendo um excelente jogo, bastante variado, longevo e divertido. Para mais informações, assista esta videoanálise.

9 – Sonic Heroes (Gamecube, Xbox, PlayStation 2, PC)

O primeiro multiplataforma do azulão veio para mostrar ao público da Nintendo, Sony e Microsoft o que era um jogo do mascote. Para isso, a equipe de desenvolvimento decidiu que este seria o jogo “mais Sonic possível”, e por isso ele utiliza todos os clichês que deram fama a ele: temas de fase tropical, cassino, fase final na base do Dr.Eggman; dois atos por fase mais o chefe; fases extras para coletar as Esmeraldas do Caos; além de grande ênfase no estilo plataforma e menos na história do jogo em si.

Já para os fãs de longa data, eles incluíram um enorme número de personagens jogáveis, trouxeram de volta os Chaotix que era um pedido antigo dos fãs da série, e também o Metal Sonic. Some isso a uma excelente direção de arte, trilha sonora ótima, vasto modo multiplayer, e uma boa jogabilidade e temos mais um clássico do mascote, chegando a vender impressionantes seis milhões de cópias.

Ele só não está mais a frente nesta lista por ser repetitivo jogar com as quatro equipes, visto que todos passam pelas mesmas fases e possuem exatamente a mesma jogabilidade, além de ter um desfecho fraco, alguns bugs e problemas de câmera que comprometem um pouco a experiência. Vale lembrar que a versão do PlayStation 2 é considerada a mais fraca tanto em questões gráficas quanto na jogabilidade, enquanto a do Gamecube e PC são as melhores.

8 – Sonic Colors (Nintendo Wii)

O jogo que marca o retorno de Takashi Iizuka, o diretor e level designer da série desde o Sonic 3 até o Sonic Heroes, é facilmente mais um clássico da série.

De inquestionável qualidade técnica, ele refina a jogabilidade produzida para o Sonic Unleashed HD, introduz os wisps que são seres extraterrestres que dão novas habilidades ao Sonic, possui um dos melhores gráficos do Nintendo Wii, ótimo level design, e uma fantástica direção de arte. Além disso, a trilha sonora é ótima, o multiplayer também, e ele é perfeccionista em praticamente todos os pontos.

Do lado negativo temos uma história fraca, com piadas “manjadas” e um modo principal bastante curto e fácil, pecando pelo pouco desafio. Independente disso, querendo jogar um jogo simples e divertido, Sonic Colors é uma boa pedida.

7 – Sonic the Hedgehog versão 8-bits (Master System, Game Gear)

sonic1

Voltando um pouco ao passado, não podíamos esquecer o clássico “Sonic da memória” que veio para o Master System 3 aqui no Brasil. Ao contrário do que muitos pensam, este jogo foi lançado depois da versão do Mega, e a SEGA só investiu nele porquê havia mercados em que o console antigo dela ainda era um sucesso (e isso inclui a gente).

Outra curiosidade é que ele não foi produzido pela Sonic Team, mas sim por uma produtora terceirizada conhecida como Ancient Company, que é a desenvolvedora do Yuzo Koshiro, o músico de Streets of Rage 2 e 3, e também deste Sonic. Sendo o típico jogo simples e divertido, ele consegue explorar bem a capacidade do Master System, com gráficos “simpáticos”, músicas memoráveis, nível de dificuldade balanceado, e bom ritmo da aventura.

Interessante que desta vez as esmeraldas estão escondidas pelas fases, acrescentando valores de exploração e aumentando a longevidade da aventura caso o jogador queira completar 100%. De negativo está o final fraco, mesmo para os padrões do Master, as poucas habilidades do Sonic, e alguns chefes que até você saber como derrota jogará o controle longe de raiva. Mas nada disso atrapalha a diversão.

6 – Sonic the Hedgehog 2 (Mega Drive)

Sonic2

Um dos jogos mais populares do azulão até hoje é também o jogo mais vendido do Mega Drive. O game marca a estréia de Tails, possui fases mais lineares que a do seu antecessor para explorar a velocidade, tem Special Stages para coletar esmeraldas, sendo que elas “driblam” com inteligência as limitações do Mega Drive, introduz também o Super Sonic, possui cenários variados, chefes criativos e divertidos, bela qualidade gráfica contextualizando a época, além de um modo multiplayer bem bacana. É um bom jogo de plataforma 2D e divertirá a maioria das pessoas em qualquer época.

5 – Sonic Rush (Nintendo DS)

Sonic_Rush

Sonic Rush é um marco nos jogos 2D do azulão. Lançado em 2005, ele finalmente traz uma nova roupagem a tradicional jogabilidade “corre e pula” que existe desde a época do Mega Drive e do Master, e que se mantinha nos portáteis com a série Advance.

Todo mundo ama correr e pular, mas o Rush modernizou este gameplay introduzindo a habilidade “boost”, onde os personagens correm em altíssima velocidade e saem literalmente “atropelando” os inimigos que vierem a frente, além de colocar os “tricks” que são poses que os personagens fazem no ar para ganhar pontos.

Os Special Stages são no estilo de Sonic 2, mas controlados pela caneta stylus; a novata e carismática Blaze the Cat foi uma ótima adição para a série, além de que o jogo tem um nível de dificuldade elevado, porém não injusto ao jogador. Some isso a belos gráficos; as fases rodarem nas duas telas do Nintendo DS; uma das melhores trilhas sonoras dos jogos portáteis do azulão; além de uma história divertida de acompanhar, e você tem um grande clássico dos portáteis.

O grande ponto negativo do game é que as habilidades da Blaze são praticamente idênticas a do Sonic, e como ambos passam pelas mesmas fases (mas em ordem diferente), é capaz de você sentir um “Deja Vu“.

4 – Sonic Generations (Xbox 360, Playstation 3, PC)

Generations foi um dos jogos mais aclamados do azulão, sendo uma espécie de “ponto final” que o Takashi Iizuka quis dar para a série Sonic até então para os jogos seguintes irem em novas direções. Lançado em 2011, ele mistura o que há de melhor na era clássica e moderna, recriando as fases favorita dos fãs no estilo 2D e 3D, com músicas remixadas para cada um dos estilos, além de gráficos excelentes.

Pra ser ainda mais nostálgico, o game traz o azulão gordinho e de olhos negros da época do Mega Drive interagindo com sua carismática versão moderna, além de fazer piadas com os clichês da própria série. Destaque para o Tails na fase Chemical Plant de Sonic 2 olhando para a água e dizendo “Esta água roxa me deixa realmente nervoso por algum motivo!”.

Sendo um verdadeiro presente para os fãs do ouriço, tem uma excelente jogabilidade, sintetizando tudo que há de melhor na série ao longo desses vinte anos de estada, e sendo bom em praticamente todos os pontos. Ele só não está no primeiro lugar desta listagem por sua curtíssima duração do modo principal (dá pra zerar numa tarde sem problemas), baixo nível de dificuldade, e uma história que poderia ter sido melhor explorada para agradar ainda mais aos fãs hardcores da série. Além disso, DLCs com novas fases também seriam bem vindos.

Mesmo assim, esta é a melhor oportunidade de conhecer o que há de melhor na série do azulão, e é facilmente um grande clássico. Muitos consideram o melhor jogo de plataforma do Xbox 360 e Play3.

3 – Sonic 3 & Knuckles (Mega Drive)

S3KTitle

Sonic 3 & Knuckles é o jogo “de luxo” da era clássica do azulão. Ele é a junção de dois jogos que funcionam de forma independente: o Sonic 3 e o Sonic & Knuckles, sendo que ambos poderiam ser conectados num único grande jogo através de um sistema conhecido como “lock-on”, onde a parte superior de um dos cartuchos possuía uma entrada para incluir outro.

Dois jogos juntos significa o dobro de fases, o dobro do tamanho de cenários, e claro, o dobro da diversão. S3K é grandioso em todos os pontos: desta vez dá para salvar a aventura; é possível jogar com Sonic, Tails e Knuckles, sendo que cada um tem suas próprias habilidades e singularidades; as fases arrumam um excelente meio termo entre a correria de Sonic 2 e o plataforma do Sonic 1, e a trilha sonora é uma das mais lembradas da era clássica.

Fora que há diversas transformações para os personagens, vários finais diferentes, pequenas ceninhas que contam uma história ao longo das fases, Special Stages divertidos, introduziram os bônus stages também para ganhar vidas e anéis, e para resumir: ele é perfeccionista em praticamente tudo. Tecnicamente ele é, de longe, o melhor jogo da era clássica, além de que a maioria dos fãs do azulão consideram este o melhor jogo de toda a era 2D do ouriço.

De defeito há uma repetição dos clichês da série, possuindo temas já vistos nos jogos anteriores (fase tropical, carnaval, água, base aérea, etc), e alguns bugs que podem comprometer a jogabilidade. Mas sem dúvida nenhuma, este é um dos maiores clássicos, quiçá o maior clássico, dos jogos antigos do azulão.

2 – Sonic Unleashed HD (Xbox 360, Playstation 3)

Considerado por inúmeros fãs como um dos jogos mais subestimados da série Sonic, ele a nível técnico é realmente um trabalho de mestre da Sonic Team. Para recuperar o prestígio da série do azulão, fizeram um visível o alto investimento, além de ser notável o grande esforço por parte dos desenvolvedores. A jogabilidade é dividida em duas: fases de correria frenética com o Sonic com uma jogabilidade inédita no universo 3D que foi herdada do mega elogiado Sonic Rush; e as fases mais lentas com o Sonic em sua forma lobo com a jogabilidade extraída do God of War, que era moda na época (Castlevania Lords of Shadow e Dante´s Inferno também a usam).

Ambas as jogabilidades foram bem executadas, contando com bom level design, poucos bugs, a câmera praticamente não atrapalha o jogador, além do jogo ser dividido em 50% para cada um dos estilos, deixando-o bem equilibrado. Some isso a gráficos impressionantes que com direito a efeitos iluminação hiper realísticos de uma engine própria chamada “Hedgehog Engine” que demorou três anos para ser produzido, sendo que nenhum jogo da geração Xbox 360 e Play 3 possui luzes e sombras tão sofisticados (excetuando o Generations que usa a mesma engine); trilha sonora tocada pela orquestra filarmônica de Tóquio; longevidade tanto no modo principal quanto para fechar 100% dele; cenas em vídeo impressionantes produzidas pela Marza Animation (as melhores da série até hoje); chefes épicos; desfecho que levou inúmeras pessoas as lágrimas; além de que “viajar pelo mundo” correndo por cenários que remetem a lugares que existe na realidade como Grécia, China, Estados Unidos, Austrália também foi uma decisão acertada.

Não a toa, o jogo vendeu quase cinco milhões de cópias, sendo o jogo do azulão mais vendido da geração passada (superando o Colors e Generations que foram mais bem falados), e diversos fãs que surgiram nesta nova geração de jogos do azulão consideram este o seu jogo favorito. Ele só não está em primeiro lugar nesta lista porquê mesmo as fases estilo God of War sendo excelentes, elas ficam “fora de contexto” e acabam sendo o grande ponto fraco do game,  além de que a música de batalha do Werehog é repetitiva e irritante; some isso a ter que coletar medalhas para destravar as fases e o ritmo do jogo é um pouco quebrado. Mesmo assim, Sonic Unleashed HD é um grande clássico subestimado. Pode jogar sem medo!

PS: Não estamos contando a versão de Wii e PS2, conhecida como Sonic Unleashed SD, que foi desenvolvido por uma outra equipe.

1 – Sonic Adventure 2 (Dreamcast, Gamecube, Steam) 

Sonic Adventure 2 foi o último jogo do ouriço para um console da SEGA, e realmente foi uma despedida em grande estilo. Lançado em 2001, impressiona que ele pega tudo que foi de melhor no primeiro Adventure e eleva suas qualidades a níveis impressionantes, colocando o Dreamcast no limite de sua capacidade, contando com os melhores gráficos do videogame ao lado de Shenmue.

Some isso a uma história fantástica, sendo mais séria, elaborada e dramática do que se esperaria de um jogo do Sonic, amadurecendo a franquia sem deixar de manter o espírito da série. Coloque no pacote personagens carismáticos, incluindo os novatos Rouge e Shadow; trilha sonora espetacular (muitos consideram a melhor da série até hoje); fases memoráveis; chefes divertidos; cenas inesquecíveis; desfecho emocionante; variedade em diversos pontos: desde os gameplays do modo principal, multiplayer, kart, e criar os “chao” que são uma espécie de tamagotchi virtual; longevidade caso queira completar 100% e  e por aí vai.

Não a toa, ele é considerado por inúmeros fãs como o melhor Sonic de todos os tempos, além de que há inúmeros pedidos do público para que a Sonic Team produza um Sonic Adventure 3 um dia. Evidente que ele tem alguns problemas de câmera, bugs, e jogar nas fases de velocidade com Sonic e o Shadow são sempre as melhores partes para a grande maioria das pessoas, mas absolutamente nada arranha o brilho deste game.

Não a toa ele foi o jogo terceirizado mais vendido do Gamecube, vendeu muito bem no Dreamcast mesmo sendo um dos últimos lançamentos do console, e seu relançamento recente para mídias digitais ficou diversas semanas entre os mais vendidos. Sem dúvidas um jogaço, e mais um grande clássico da série Sonic.