Share Button

As últimas semanas foram marcadas por uma grande polêmica sobre dublagens brasileiras de games, que começou principalmente com “Battlefield: Hardline” e continuou com “Mortal Kombat X“. Dublagens são importantes em um jogo, pois são elas que, junto com o roteiro, darão vida aos personagens que tanto amamos. A dublagem brasileira é considerada uma das melhores do mundo, mas mesmo assim é comum ver dublagens mal feitas em games. E de quem é a culpa? Do dublador? Do roteiro? Da direção? Em minha modesta opinião é um pouco de cada, mas especialmente da direção, que vai ditar o nível de qualidade que será entregue no final.

E claro que chamar pessoalzinho famoso, cantores, atores global, só pra fazer um marketing não ajuda em nada. O Brasil conta com diversos dubladores profissionais (trabalhar com as cordas vocais exige treinamento e dedicação) que dão conta do recado, que farão um trabalho muito melhor e que ainda vão receber bem menos do que essas celebridades. Mas enfim, confira abaixo nosso “Top 5 – Piores Dublagens Brasileiras dos Games” e veja se concorda com os nossos “premiados“.

E lembrem-se, essa lista é uma opinião pessoal minha, por isso sem rage nos comentários se não concordarem com alguma coisa. E aguardem para semana que vem um Top 5 das melhores dublagens brazucas, pois também sabemos reconhecer quando fazem um serviço bem feito, e não só as lasqueiras!

Bônus Stage

Warcraft II

Para começar o show de tosquices, nada melhor do que um clássico. “Warcraft II” foi lançado em 1995 e fez muito sucesso na época. O jogo recebeu uma versão brazuca, com textos e dublagens em português, e como é de se imaginar, a qualidade é péssima. Porém vamos dar um desconto, afinal dublagem de games nos anos 90 ainda estava engatinhando, especialmente aqui no Brasil.

Max Payne 3

Esse jogo não tem dublagem oficial em português mas ele tem bandidos falando em nosso idioma, já que o cenário do game se passa em São Paulo. Nós temos aqui personagens que falam com uma batata quente na boca ou de maneira muita fanha e arrastada, chegando a ser bem ridículo (isso sem falar da quantidade massiva de palavrões). Provavelmente assistiram muito “Tropa de Elite” e “Cidade de Deus” e pegaram uns pseudos brasileiros lá em Miami para dublar esse jogo.

Max Payne 

Olha ele aí de volta. O policial Max chegou aos games em 2001 para PC, PlayStation 2 e Xbox pelas mãos da Rockstar, com visuais cativantes, sequências de ação criativas e uma narrativa bacana. A dublagem não é das melhores, ela é bem forçada e claramente lida em textos, o que chega a ser engraçada, especialmente nos gritos de mortes. Mas certamente para quem jogou pela primeira vez na época, achou o máximo, e hoje virou uma dublagem trash cult.

Top 5

05 – God of War Ascension

Este jogo até possui bons dubladores, apesar de pessoalmente achar que a voz escolhida para Kratos é muito delicada e não combina com ele, mas como ele não fala muito durante o jogo, dá pra levar de boa. O problema aqui está na sincronização labial, já que muitas vezes vemos Kratos mexer a boca e não sair nenhum som, ou ainda falar de boca fechada. Afinal, pagar 200 pila por um servicinho feito nas coxas assim não dá, não é mesmo?

04 – Assassin’s Creed: Black Flag

Ao começar jogar “Black Flag” em português você vai achá-lo bizarrésimo, pois temos aqui piratas, a escória maltrapilha e sem educação dos sete mares, falando um português todo polido e certinho (já imaginou um Machado de Assis pirata?). Além do mais, temos vozes que não combinam, problemas de sincronização labial e interpretações sem inspiração que apenas leem o texto.

03 – Uncharted 3

Uncharted 3 é um jogo maravilhoso, porém tem dublagens PTBR horríveis. O jogo conta com uma excelente narrativa e diálogos, que vão tudo pro lixo por causa da execução porca de quase todos os dubladores. Os caras somente leram os textos, sem qualquer emoção ou interpretação e alguns ainda tem um sotaque bizarro, que parece de Portugal ou de Miami.

02 – Mortal Kombat X

E eis que chegamos ao tão comentado MKX, que nos apresenta uma Pitty (e não só ela como outros dubladores do jogo também) com uma dublagem tão entusiasmada e cheia de vida quanto a um eremita no Himalaia ou a mulher do Google Tradutor. Textos mal traduzidos (eu vou equalizar a sua cara?) e interpretações porcas recheiam este jogo. Porém, a cantora baiana respondeu muito elegantemente às críticas, dizendo que as pessoas “tem o direito de gostar ou não” e que não é dela a responsabilidade do texto, direção e edição do projeto, o que é verdade. Um conselho pra Pitty se for convidada novamente para dublar um game: ou aprende a dublar ou fique só nas músicas mesmo, que são bem bacanas e nisso você manda muito bem!

01 – Battlefield: Hardline

E como não poderia ser diferente, nosso primeiro lugar das piores dublagens de games fica com o senhor Roger Moreiralíngua presa” com o game “Battlefield: Hardline“. Como eu já havia dito em minha análise do game, “percebe-se que Roger está bem longe de ser um ator ou dublador competente, sua interpretação é totalmente sem emoção e amadora, muitas vezes temos a impressão de que ele está apenas lendo um texto, sem incorporar o personagem. Outro problema é que sua voz não combina em nada com Nick, nos transmitindo uma sensação estranha e falsa“. Mas assim como a Pitty, toda a responsabilidade desse trabalho porco não é do Roger, que foi lá, leu o texto, pegou o seu cheque gordo e foi pra casa, e sim dos caras que estavam no comando e aceitaram essa porcaria. Mas o nosso amigo cantor aí, diferente da baiana, é totalmente deselegante e tosco. Ficou de mimimi nas mídias sociais por causa das críticas e fez declarações ofensivas contra fãs e até dublador profissional, que foi numa boa dar uns conselhos e acabou ouvindo desaforo. Qualquer tipo de respeito que eu tinha por esse cara, tanto como pessoa como profissional, foi latrina abaixo. E é isso aí galera, lembrem-se sempre de exigir qualidade na dublagem dos games, afinal estamos pagando, e caro, por isso. É um direito nosso de ter além da dublagem original, um trabalho bem feito em nosso idioma.