Share Button

Você, jogador veterano da época dos 8 e 16 Bits, que está com saudades dos antigos games que reuniam a galera na sala e focavam mais na diversão do que qualquer outra coisa, certamente vai apreciar o que o jogo indie “Towerfall: Ascension” tem a oferecer. Lançado para PC e PlayStation 4, o jogo nos remete para os bons e velhos tempos em que os jogadores se reuniam para partidas despretensiosas e divertidas.

Seguindo o estilo de jogos de ação de plataforma 2D, “Towerfall; Ascension” oferece dois modos principais: a campanha, para um ou dois jogadores cooperativos, em que vão passando vários cenários com temáticas e inimigos diferentes, ou o divertidíssimo modo multiplayer para até quatro pessoas locais. Há ainda um modo “Trials“, composto por desafios que precisam ser cumpridos em um determinado tempo.

A mecânica é simples: escolha um dos quatro personagens disponíveis e use o seu arco e flecha, ou pule na cabeça ao bom estilo “Super Mario Bros“, para derrotar os inimigos. Cada cenário é composto de várias plataformas e passagens e o jogador tem um número limitado de flechas, mas outras podem ser encontradas pelo chão, corpos de inimigos ou em baús, que escondem outros itens especiais e power-ups para o seu personagem.

O jogo lembra clássicos como “Bomberman“, com uma ação bastante frenética, com confrontos rápidos e emocionantes, que podem resultar em mortes épicas ou defesas espetaculares. Além do fator sorte, a vitória depende também de muita perícia e habilidade com jogos 2D. Não basta apenas pular e atirar flechas que nem louco, é preciso aprender a distância que cada flecha percorre, as curvas feitas no ar por elas, os tempos de corridas que podem mudar completamente o resultado de um confronto, saber usar as passagens para sair em lugares inesperados, e assim por diante.

Apesar de uma campanha divertida e desafiante, todo o encanto de “Towerfall: Ascension” está em suas partidas multiplayer para até quatro jogadores. Infelizmente, não há um modo online, sendo obrigatório possuir quatro controles para todos jogarem, uma regalia e investimento que nem todos os jogadores possuem, dado o ciclo inicial do PS4 no mercado. Porém, com dois controles já é possível gerar bastante bagunça com o povo.

Em termos gráficos, “Towerfall: Ascension” é assumidamente uma homenagem aos tempos dos 8 e 16 Bits, quando o pixel era rei e senhor nos visuais. O jogo é charmoso, porém longe de apresentar gráficos esplendorosos, mesmo para os padrões antigos. Mas nem precisa, já que essa não é o enfoque principal do game. A trilha sonora segue a mesma lógica, com arranjos retrôs com retoques mais modernos, resultando em melodias bastante agradáveis e nostálgicas de se ouvir.