Share Button

Após o cara que transmitiu a mulher nua e bêbada ao vivo na rede online do PlayStation 4, através do aplicativo “Playroom“, todos já sabiam que era apenas questão de tempo para material pornográfico mais pesado começasse a aparecer. Dê uma câmera e os meios de transmitir vídeos online para uma pessoa e pode apostar que, cedo ou tarde, ela será usada para transmitir cenas de sexo.

Sony lançou com as melhores das intenções o aplicativo “Playroom”, que utiliza a câmera do PlayStation 4 para que os seus usuários possam compartilhar pequenas transmissões ao vivo enquanto jogam os seus games (com pequenos robôs que interagem com as pessoas na tela), mas parece que arranjou uma grande dor de cabeça.

Ao contrário do propósito inicial da Sony, alguns (muitos na verdade) dos usuários estão usando o aplicativo para gravarem a si mesmos tirando a roupa, consumindo substâncias ilícitas e claro, fazendo sexo explícito na frente das câmeras. E o que fazer numa situação dessas?

O Twitch, canal de transmissão de vídeos online, bloqueou todas as transmissões do “Playroom” por causa de conteúdo inadequado, no ano passado, algumas semanas após o lançamento do PS4. Mas claro, isso não parou as transmissões enviadas para o videogame, que só cessarão quando a Sony bloquear o aplicativo, o que deve acontecer num futuro próximo.

Agora, além da internet, celulares e tablets, a criançada possui uma nova ferramenta para procurar pornografia.

E coitadinho do robozinho virtual do Playroom, que assiste a tudo na maior inocência, sem saber o que está acontecendo…