Share Button

O cenário da Venezuela chegou em um ponto tão crítico que as pessoas precisam se virar das mais diversas maneiras para conseguirem por comida na mesa. Conforme noticiamos no mês passado, a moeda venezuelana, o Bolívar, está valendo menos do que o dinheiro virtual de World of Warcraft.

De acordo com uma reportagem divulgada pelo jornal venezuelano Versión Final há algumas semanas, existem jogadores naquele país que resolveram apelar para o game Runescape de modo a se sustentar, farmando ouro dentro dele.

Farmar, caso não saiba, é um termo muito usado em jogos online para expressar o ato de realizar uma atividade rotineira em busca de benefícios.

Roberto Pérez, de 20 anos, pai de um bebê de dois meses, trabalha como designer gráfico durante oito horas por dia e complementa sua renda jogando Runescape para poder alimentar seu filho recém nascido.

“Eu ganho ouro matando dragões para vender a pele e os ossos,” disse Roberto, falando que o jogo “é como um banco”.

Farmar por uma hora pode dar ao jogador 500 mil em ouro do jogo, que é vendido por US$ 0,50 no mercado negro (preços podem variar diariamente).

Jogadores mais experientes conseguem melhorar seus ganhos, obtendo cerca de 3 milhões de ouro por hora, ou US$ 2-3/hora. De acordo com esta postagem, isso é mais do que a maioria dos profissionais com ensino superior consegue ganhar no país. Segundo noticiado pelo New York Times, o salário mínimo na Venezuela equivale hoje a apenas US$ 5 mensais por causa da inflação elevadíssima que existe por lá.

Engana-se caso ache que todo mundo se sensibilizou com os venezuelanos que estão tendo que passar por essa situação para conseguirem se sustentar. Houve um usuário no Reddit que resolveu criar um guia para Runescape focado em fazer de qualquer jogador venezuelano um alvo para ser atacado e morto no jogo, esteja ele farmando ou não.

Farmar ouro para vender no mercado negro é ilegal, fere as regras do jogo e pode até mesmo fazer você ser banido. Contudo, muitos dos membros da comunidade de Runescape não ficaram bravos com os venezuelanos, mas sim com o responsável por criar essa postagem no Reddit.

“Deixe-me dizer uma coisa, essas pessoas estão fazendo aquilo que podem para sobreviver e elas nunca fizeram nada de errado,” disse o usuário glow_party em uma das postagens. O guia, inclusive, já foi removido pela moderação do Reddit.

Recentemente, a distribuidora do game piorou o valor das recompensas ganhas ao matar o chefe Zulrah, que eram de aproximadamente US$ 5 por dia, tornando essa opção inviável para farmar.

Além do ouro de Runescape, há venezuelanos minerando criptomoedas tais como Bitcoin ou Ethereum, que também é mais vantajoso do que ter um emprego tradicional na Venezuela.

 

Via Polygon e CriticalHits