Share Button
– Back to Old School –

Seção nostalgia com uma pitada de modernidade. Assim é Wolf of the Battlefield: Commando 3, novo jogo da Capcom que resgata os clássicos jogos de arcade dos anos 80 e 90 e que está disponível para download no Live Arcade (800 Microsoft Points) e no Playstation Network. O Commando original foi lançado em 1985 seguido pelo lançamento de Mercs (que chegou a sair para Mega Drive) em 1990. Agora quase 20 anos depois, Commando 3 continua a tradição dos dois jogos anteriores: um jogo com visão superior, tiros e inimigos para todos os lados, com um soldado (ou três se jogar com dois amigos) a la “Rambo” para salvar o dia.

Mas as semelhanças terminam por aí, Commando 3 apresenta gráficos mais avançados (mas nem tanto) e a possibilidade de se jogar em três pessoas online. Produzido pela Backbone Entertainment, que também está trabalhando no Super Street Fighter 2 Turbo HD Remix (quem comprar Commando 3 poderá jogar a versão beta de SSF2THDR, que estará disponível no fim de junho), Commando 3 é um jogo mediano, que não traz nada de novo ao gênero, mas que pode agradar aos gamers veteranos que poderão matar as saudades dos clássicos na nova geração.

Ação Frenética

O game usa o “feijão com arroz” dos jogos anteriores: um vilão megalomaníaco com desejos de dominar o mundo e cabe a você enfrentar todo o exército inimigo com um soldado bombadão e com um arsenal de armas pra fazer qualquer Rambo ficar com inveja.


Assim como os games clássicos de ação, pode esperar uma ação intensa na telinha da TV. Correr, atirar freneticamente e desviar dos projéteis inimigos será algo que você vai fazer muito durante o game. Você poderá usar diversas armas diferentes, como lança-chamas, lança-granadas, metralhadora ou uma bazooka, além de granadas e uma bomba que destrói (quase) tudo na tela.


A Backbone deu uma aliviada em tanta destruição adotando um estilo cartunesco, deixando o jogo com um visual mais limpo e simples, e até com alguns momentos de humor. Mas os desenhos são bem feios, então não espere nenhuma obra de arte nipônica, os desenhos até descaracterizam o jogo. Você poderá escolher entre 3 personagens: Wolf, Coyote e Fox, todos tirados dos filmes de ação dos anos 80 e 90.

Os gráficos são bacanas, mas nada de excepcionais, ainda mais se comparado com outros jogos do estilo, como “Assault Heroes 2”, que é cheio de detalhes e dinamismo em seus cenários.


O maior defeito de Commando 3 é a repetividade. São apenas 5 fases e praticamente todas elas têm o mesmo layout, ou seja, depois da segunda fase você já sabe todos os esquemas. Os inimigos são sempre os mesmos, mudando apenas as roupas, o que é extremamente chato. Outra coisa que incomoda é que quando você troca de arma, o seu personagem continua com o mesmo avatar básico durante o jogo, o da metralhadora. Fica uma sensação que a Backbone fez um trabalho bem relaxado, ficando satisfeitos em apenas dar uma retocada apresentável numa mecânica antiga.


Mas o jogo pode ser divertido, especialmente para os “old school”, por apresentar essa simplicidade, afinal, os arcades dos anos 80 e 90 eram até mais simples que isso, e muita gente se divertia com eles. A jogabilidade é precisa, permitindo movimentos e tiros em todas as direções e ainda há a opção de até 3 jogadores simultâneos, que deixa o jogo bem mais divertido. Haverá diversos veículos, alguns até com suporte aos três combatentes, caso a batalha ocorra no modo multiplayer.