Share Button

Na mais nova edição da revista japonesa Weekly Famitsu, o fundador e presidente da Monolith Soft, Sugiura Hirohide, comenta a respeito da franquia Xenogears em uma entrevista.

Ao ser perguntado sobre a motivação de decidir se tornar independente (via FrontlineJP), ele disse que quando estava com a Square havia jogado Xenogears e se apaixonado pelo game, e a empresa tinha planos para Xenogears 2, mas que não foram adiante pois na época a empresa estava investindo na área cinematográfica.

A Square tentou conseguir um lugar na indústria do cinema com o filme cinemático Final Fantasy: The Spirits Within, que estreou em 2001, foi um desastre e deu um prejuízo de mais de US$ 94 milhões.

Então Sugiura fundou a Monolith Soft como uma forma de tentar criar Xenogears 2. Outros profissionais como Takahashi Tetsuya e Honne Yasuyuki se juntaram à empreitada, e com ajuda do fundador da Namco, Nakamura Masaya, criaram a empresa.

No final das contas, o primeiro jogo no qual a Monolith Soft trabalhou foi Xenogasa Episode I, mas problemas com o gerenciamento da receita e despesas forçaram-nos a fazer “decisões difíceis” com o Episode II.

Já no caso de Xenoblade Chronicles, Sugiura o descreve como um “protótipo” para alcançarem seu objetivo, que possui apenas uma pequena porção do universo, tempo e mundo de Takahashi (criador de Xenogears) que poderia ser chamado de parte do trabalho de sua vida.

Fonte da arte de capa – https://www.deviantart.com/gyrfalcon65