Share Button

Oito meses após o seu lançamento original, Yooka-Laylee chega ao Nintendo Switch. Desenvolvido pela Playtonic e publicado pela Team17, o jogo de plataforma 3D foi idealizado por veteranos da Rare, responsáveis pelo clássico Banjo-Kazooie do Nintendo 64. A equipe enfrentou problemas ao implementar a engine Unity no Switch, o que atrasou o lançamento, mas receberam suporte da Unity e da própria Nintendo para superar as dificuldades, resultando em um port perfeito. Confira agora nossa análise.

Yooka-Laylee - Screenshot 01 Nintendo Switch

Os protagonistas de Yooka-Laylee são os animaizinhos fofos que dão título ao jogo: Yooka, o camaleão e Laylee, o morcego. Juntos eles enfrentarão o vilão Capital B e o cientista maluco Dr. Quack, que roubam todos os livros existentes em sua busca pelo livro mágico “One Book”, capaz de transformar as histórias literárias em mundos de verdade. Sua missão é encontrar as páginas douradas perdidas do One Book e restaurá-lo antes que Capital B coloque suas mãos nele.

Com elementos dos jogos pioneiros de plataforma 3D, como Mario 64 e Banjo-Kazooie, Yooka-Laylee oferece pouca orientação aos jogadores. Aqui não há setas ou mini-mapas, se fazendo necessário explorar os ambientes e ligar os pontos com as dicas que são dadas para concluir os objetivos e poder avançar no jogo. Prepare-se para procurar muitos colecionáveis em lugares de difícil acesso e vasculhar cada canto em busca das páginas mágicas.

O conteúdo de Yooka-Laylee para Switch permanece fiel às versões para PlayStation 4, Xbox One e PC, com algumas adições bem-vindas. É possível jogar o modo arcade multiplayer com os joy-cons independentes, ótimo pra se divertir com a turma sem a necessidade de controles adicionais. Além disso, foi implementado um sistema de conquistas exclusivo pro Switch, para aqueles que gostam de fazer 100% nos jogos.

Na parte gráfica, o game passou por mudanças de resolução: no dock ele roda a 900p e no modo portátil a 630p, segundo a Playtonic. Graças ao maior tempo de produção, a versão de Switch recebeu muito polimento e em ambos os modos o jogo é muito bonito e fluido, com raríssimas quedas de frame rate. Nota-se que alguns detalhes, como efeitos luminosos, fogo e fumaça receberam downgrade, mas nada que tire o brilho do jogo no console da Nintendo. Está lindíssimo e praticamente idêntico às outras versões!

Yooka-Laylee - Screenshot 02 Nintendo Switch

A jogabilidade está ainda mais confortável com os joy-cons, tanto em modo dock como portátil e, graças ao polimento citado anteriormente, os problemas de câmera das outras versões foram suavizados no Switch.

Yooka-Laylee é um jogo mais do que bem-vindo ao híbrido da Nintendo, pois é um dos poucos games de qualidade no estilo clássico de plataforma disponíveis no mercado. As melhorias não justificam uma segunda compra para quem já tem o game, a menos que a pessoa esteja interessada na portabilidade que o Switch garante. Mas se você ainda não experimentou esta aventura e está em busca de um game divertido, com muito conteúdo e fiel aos clássicos dos anos 90, Yooka-Laylee não pode faltar em sua coleção!

Uma cópia do jogo para Nintendo Switch foi cedida pela Playtonic para a produção deste review.

Yooka-Laylee - Screenshot 03 Nintendo Switch

Yooka-Laylee - Screenshot 04 Nintendo Switch