Share Button

Toby Ott, um rapaz de 27 anos, joga videogames desde que tinha 5 anos de idade, quando experimentou os primeiros Mortal KombatStreet Fighter no fliperama. Soa como um passado comum para qualquer gamer, até você descobrir que Toby possui anoftalmia bilateral, uma condição extremamente rara a qual significa que ele nasceu sem olhos.

Isso não o impediu jogar diversos games ao longo das décadas, conforme é apresentado no incrível documentário “Gaming Through New Eye”.

Ele disse adorar jogos de luta e até mesmo joga online contra oponentes humanos. Ele cita gostar muito de Injustice: Gods Among Us, pois o game possui diversos indicadores auditivos nas lutas, permitindo que ele tenha uma ideia de onde está no cenário.

Outro gênero que ele adora é RPG, especialmente Final Fantasy, por causa da história, personagens e jogabilidade. Com ajuda de um amigo, ele aprende a navegar nos menus até conseguir memorizar quantas vezes precisa apertar os botões para realizar uma determinada ação.

Toby gosta até mesmo de jogos de tiro como Duke Nukem 3DDoom, embora para com estes games ele precise usar alguns cheats (god mode – invencibilidade, noclip – atravessar paredes) para conseguir jogar já que é impossível para ele encontrar itens fundamentais como chaves ou “health packs”.

Ele cita que além da história, trilha sonora e personagens, jogar um game como Final Fantasy sendo cego apresenta uma série de desafios que para Toby são vistos como parte do jogo. Embora derrotar um chefe seja uma proeza e tanto, com ele dizendo ter demorado oito semanas para passar de um certo chefe em Final Fantasy X, coisas que nós faríamos tranquilamente, como navegar numa tela de menu, representam novos desafios que ele gosta de superar.

Para os games que ele não tem como jogar, Toby diz que assiste aos detonados no YouTube, para ouvir sobre a história e personagens e sentir-se como se estivesse jogando.

O documentário, com 14 minutos de duração, pode ser visto abaixo. Acredite, vale seu tempo:

Via Kotaku