Share Button

A Bandai Namco realizou na quinta-feira da semana passada, dia 23 de fevereiro, um evento em São Paulo no qual apresentou os futuros lançamentos Tekken 7, Ni no Kuni II: Revenant Kingdom, Ace Combat 7 (com PlayStation VR), Dark Souls III: The Ringed City, Little Nightmares e Project CARS 2 (Com Oculus Rift).

Estive presente representando a GameHall e pude conferir cada um destes jogos de perto. Para saber mais um pouco a respeito deles, confira abaixo os resumos daquilo que pude jogar e também ver sendo demonstrado.

 

Tekken 7

Com lançamento previsto para 2 de junho no PS4, Xbox One e PC, a franquia Tekken parece finalmente ter se reencontrado. Nos minutos em que estive jogando o game no PS4, a sensação foi ótima, e o jogo passou a impressão de ser um produto muito melhor do que o antecessor.

Além de usar um lutador tradicional da série, experimentei o grande convidado do jogo, o personagem Akuma de Street Fighter, que possui uma jogabilidade completamente diferente daquela que você espera de um lutador de Tekken. Ele tem até mesmo uma barra de golpes especiais, ausente nos outros personagens. Quem está habituado a usar ele em Street Fighter se sentirá em casa ao utilizá-lo em Tekken 7.

A versão do jogo que estava disponível possuía 33 lutadores.

 

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

O mais novo título da franquia de JRPG da Level-5 não estava disponível para ser jogado, contudo, um representante da Bandai Namco demonstrou uma pequena porção do jogo, que estava rodando suavemente em um PS4.

Os cenários possuem um visual mais realista em comparação com o jogo anterior, mas os personagens contam com gráficos cartunizados, parecendo terem saído de uma animação japonesa. Andando pelo mapa, eles ficam com uma aparência mais fofa, por assim dizer, com corpos pequenos e cabeças enormes, ou “chibi” como é dito no Japão. Durante as batalhas e nas dungeons, eles apresentam suas estaturas normais.

As lutas ocorrem em tempo real e é possível alternar rapidamente o controle entre os personagens Evan, Roland e Tani, cada um deles com habilidades distintas. O mais interessante deles, sem dúvida, é Evan, que faz uso de criaturas chamadas “Higgledies” no combate, juntamente com magias. Estes pequenos monstrinhos, que lembram os seres da franquia Pikmin da Nintendo, substituem os “Familiares” do primeiro Ni no Kuni, e além de fornecerem ataques elementais para Evan utilizar, podem ser usados para atrapalhar os inimigos, para dar tempo de preparar um golpe devastador.

Fora das batalhas, eles também servem para ajudar o grupo de heróis a passarem por obstáculos outrora intransponíveis. Na demonstração, um deles fez um tornado ter sua potência ampliada, permitindo que os personagens saltassem para uma plataforma que não tinha como ser alcançada através de um simples pulo.

Segundo foi informado pelo representante da Bandai, as versões para PS4 e PC serão iguais e algumas características do jogo que foram apresentadas na demo, como o fato dos Higgledies poderem ser usados ilimitadamente nas batalhas, serão alteradas no jogo final.

O lançamento de Ni no Kuni II: Revenant Kingdom ocorrerá ainda em 2017 e o título contará com legendas em português. Maiores novidades a respeito do game serão reveladas durante a E3, em junho.

 

Dark Souls III: The Ringed City

A última expansão de Dark Souls III veio para punir até mesmo os jogadores mais experientes da franquia. Os inimigos que encontrei na demonstração não brincavam em serviço e cada golpe que acertavam tirava um verdadeiro tolete de vida do personagem, que era um Cavaleiro equipado com milagres de cura e de ataque, um escudo, uma espada longa, uma espada de duas mãos e um arco.

Apesar de eu não ter encontrado nenhuma arma ou magia nova na demo, ela com certeza impressionou bastante pela dificuldade. Um dos maiores desafios foi enfrentar uma criatura gigantesca, que no lugar do rosto possuía uma espécie de buraco negro e portava em uma das mãos uma espada bastante intimidadora. Se o resto da expansão for tão árdua quanto esta porção que pude experimentar, a qual inclusive apresentava um design de cenário cheio de verticalidade, podemos estar diante de algo do nível de qualidade de Artorias of the Abyss ou The Old Hunters, as expansões do primeiro Dark Souls e Bloodborne, respectivamente.

The Ringed City sai no dia 28 de março para PS4, Xbox One e PC.

 

Little Nightmares

A Bandai Namco parece ter acertado na mosca com esta nova franquia. Com gráficos bastante convincentes que dão vida à uma ambientação assustadoramente sombria, combinado com puzzles simples, porém criativos, podemos estar diante de uma das grandes surpresas do ano.

A demonstração apresentava a personagem Six tentando resolver os quebra-cabeças que lhe eram impostos para encontrar a saída deste local maquiavélico no qual estava confinada. Subitamente, ela se via com mais um desafio, planejar sua fuga e ao mesmo tempo escapar das garras de um perseguidor com aparência bizarra, chamado Janitor, que parecia ter saído de algum pesadelo que eu tive quando era criança.

Fique de olho aberto neste jogo caso queira experimentar algo com uma vibração mais macabra. Com legendas em português, Little Nightmares sairá no dia 28 de abril para PS4, Xbox One e PC.

 

Ace Combat 7: Skies Unknown

Pouquíssimos são os jogos que atualmente fazem alguém que gastou uma quantia considerável para adquirir um óculos de realidade virtual dizer que valeu o investimento. Se você possui um PlayStation VR, dizemos sem medo de errar, que Ace Combat 7 será um destes jogos.

Na experiência que tive ao jogar pela primeira vez este game em realidade virtual, fiquei mais do que impressionados. A vontade que eu tive era de sair do evento levando o jogo e o PS VR comigo para continuar jogando em casa. Você se sente mesmo dentro de um caça, olha para os lados de modo a enxergar um inimigo que quer te derrubar e faz isso também quando um deles está prestes a disparar um míssil em você. A sensação é incrível. Depois de uns três minutos “pilotando”, me desliguei completamente do mundo exterior.

A jogabilidade, graças aos céus, não lembra nem um pouco a de Assault Horizon, muito pelo contrário, está bem parecida com a dos jogos clássicos da série. Se você é um fã dos Ace Combat do primeiro PlayStation, pode comemorar.

Ace Combat 7: Skies Unknown está previsto para sair este ano para PS4, Xbox One e PC.

 

Project CARS 2

O último título que testei foi a sequência do aclamado Project CARS, que também estava jogável em realidade virtual, no caso, com Oculus Rift.

Apesar de impressionar um pouco, não chegou nem perto da experiência que tive ao cruzar os céus em Ace Combat 7. Depois de completar duas voltas pela pista, a conclusão na qual cheguei é que, assim como fiz com o primeiro Project CARS, darei preferência em jogar a sequência usando apenas uma televisão mesmo.

Vale mencionar que um dos convidados que testou o jogo antes de mim teve que parar de jogar antecipadamente, pois começou a se sentir mal, o famoso motion sickness, que afeta algumas pessoas em jogos de corrida na realidade virtual.

Project CARS 2 está previsto para sair no final do ano para PS4, Xbox One e PC.