Share Button
Equipes representarão o Brasil no torneio disputado em Tokoname, no Japão; INTZ e-Sports e MiBR ainda brigam para fugir do Relegation na última rodada
O Brasil já tem seus dois representantes para as finais mundiais da décima temporada da Rainbow Six Pro League. Nesta sexta-feira (11), Ninjas in Pyjamas e FaZe Clan carimbaram seus passaportes para Tokoname, no Japão, onde vão disputar nos dias 9 e 10 de novembro o título do torneio ao lado das melhores equipes do mundo no cenário competitivo de R6.
A classificação de ambas, no entanto, veio com muita batalha. Na 13ª rodada da região latino-americana, os Ninjas venceram o confronto direto contra a Team Liquid, que sonhava em conquistar a vaga. Enquanto isso, a FaZe confirmou seu favoritismo para derrotar o INTZ e ainda contou com o tropeço da Team oNe, que apenas empatou diante da Black Dragons. O MiBR conseguiu um importante triunfo sobre a Elevate e brigará contra a repescagem na última rodada do campeonato ao lado dos Intrépidos.
Agora, NiP e FaZe, com 30 e 27 pontos, respectivamente, não podem mais ser ultrapassadas pelas suas rivais. Na terceira posição, a Team oNe tem 23, seguida pela Liquid, com 21. A BD é a quinta colocada com 15, enquanto o INTZ estacionou nos 13, dois a mais que o MiBR. A Elevate, já confirmada no Relegation, é a lanterna da competição com apenas quatro pontos.
O público pôde acompanhar todas as emoções do torneio nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.
Team oNe eSports 6×6 Black Dragons
No mapa Mansão, a Black Dragons até começou melhor na partida, mas viu a Team oNe buscar um empate improvável. Com uma estratégia sólida na defesa, a BD não deu muitas chances para o adversário no início do duelo e abriu boa vantagem. A equipe de Pedro “pzdd” até chegou a ter três oportunidades de confirmar a vitória. No entanto, os Golden Boys correram atrás do prejuízo, anularam o ataque dos Dragões e deixaram tudo igual.
Para Gleidson “GdNN”, da Black Dragons, apesar do time ter deixado o triunfo escapar, o saldo ainda é positivo: “Não tínhamos nada a perder. Sabíamos a entrada de drone deles, assim como as escolhas de operador. Avançamos nossa defesa na entrada de ataque deles e fomos bem sucedidos”.
O coach da Team oNe, Matheus “Budega”, analisou o confronto e elogiou a temporada da equipe: “Testamos algumas coisas novas no ataque, mas nos surpreendemos com a mudança tática deles. Este segundo turno nos deu a real sensação de que chegamos no cenário competitivo e mostramos do que somos capazes. Acredito que estamos no caminho certo”.
Team Liquid 5×7 Ninjas in Pyjamas
Com grandes chances de se classificar para as finais, a Ninjas in Pyjamas chegou mostrando que a vitória sobre a Team Liquid seria confirmada rapidamente. Os Ninjas começaram mostrando solidez defensiva contra um ataque adversário pouco criativo que resultou na vantagem de 6 a 0 para os líderes da PL. Na virada de lado, a Liquid reagiu e quase chegou ao empate depois de ganhar cinco rodadas seguidas. Foi aí que a NiP mostrou frieza, fechou o jogo em 7 a 5 e carimbou o seu passaporte para o Japão.
Julio “JULIO” comemorou a vaga e exaltou a estratégia adotada contra a Cavalaria: “Sabíamos qual seria a escolha de mapa e a opção deles de começar no ataque foi muito boa para nós, pois tínhamos uma tática definida com base em jogos recentes deles na Mansão”.
Elevate 5×7 MiBR
Elevate e MiBR protagonizaram um duelo equilibrado do início ao fim no mapa Fronteira. As duas equipes alternaram boas rodadas com muitas trocações e agressividade nas defesas. Com 6 a 5 no placar para a equipe de José “Bullet1”, o jogo foi decidido nos detalhes após o avanço bem sucedido do ataque da MiBR nos últimos segundos do round decisivo.
Após a vitória, o coach Guilherme “Guille” falou sobre o desempenho da MiBR e disse estar contente com a evolução do time nos últimos compromissos: “Já tínhamos noção de que o mapa Fronteira poderia ser escolhido e, além disso, sabíamos qual seria a estrutura tática da Elevate: picks constantes na defesa e muita agressividade ofensiva. Quanto a nós, aos poucos estamos acertando alguns detalhes, principalmente com o nosso ataque”.
FaZe Clan 7×3 INTZ e-Sports
O último jogo do dia reservou muita tensão em uma partida que valia bastante para ambas as equipes. No mapa Banco, FaZe e INTZ fizeram um jogo estudado com vantagem para o time de Leonardo “Astro” que construiu boa vantagem nas rodadas de defesa e, com calma, definiu a vitória por 7 a 3 sem muitos problemas para conquistar a segunda vaga para as finais mundiais da Pro League. Do outro lado, os Intrépidos seguem na briga contra o Relegation.
João “Yoona”, da FaZe, afirmou que a confiança do time foi essencial para mais uma classificação para um torneio internacional: “Estudamos bastante o INTZ e sabíamos que tudo dependia apenas dos nossos esforços nas últimas partidas. Acredito que jogamos melhor sobre pressão e felizmente conseguimos nos garantir já nesta rodada”.
Confira a classificação atualizada da Rainbow Six Pro League LATAM: