Share Button

Falando ao site Eurogamer, Yuki Korakado, produtor criativo da Kojima Productions, disse que “Metal Gear Rising: Revengeance” não terá uma versão para PlayStation Vita por conta da capacidade de processamento do portátil.

“Até agora não estamos considerando uma versão para PlayStation Vita. A razão é que o apelo principal de ‘Metal Gear Rising’ é a sua opção de cortar livremente. Isso exige bastante poder de processamento, o que só é possível com o poder do PlayStation 3 ou Xbox 360”, explicou Korakado.

O produtor criativo também disse que “Metal Gear Rising: Revengeance” terá desafios característicos da série, como não matar ninguém, não ser visto e incapacitar os inimigos causando o menor dano possível.

A suave arte de fatiar

Fugindo do estilo furtivo da franquia, em “Metal Gear Rising: Revengeance” os jogadores têm a possibilidade de atacar qualquer coisa com uma espada, seguindo a filosofia “zandatsu”, que em japonês significa cortar (zan) e pegar (datsu).

Com sua poderosa lâmina empunhada, Raiden fatia adversários e pedaços dos cenários. Essa liberdade permite que o protagonista derrube sacadas, por exemplo, ao cortar todas as pilastras em um rápido golpe.

O sistema de cortes tem auxílio de uma espécie de retícula na tela que indica a direção em que o golpe é feito. O local e a forma como Raiden corta inimigos e objetos têm total importância na mecânica de jogo, pois ao fazer isso corretamente o ninja ganha recompensas, como absorver a energia de robôs inimigos e adquirir novas habilidades.

“Metal Gear Rising: Revengeance” chegará em 19 de fevereiro de 2013 para PlayStation 3 e Xbox 360. Uma versão para PC pode sair posteriormente.