Share Button

Lançado em 2004, o PlayStation Portable (PSP) foi o primeiro portátil da Sony, que inclusive ganhou algumas novas versões e vendeu consideravelmente bem, tendo superado a marca de 80 milhões de unidades vendidas em seus dez anos de vida.

Em 2011 chegou o PlayStation Vita, que veio para tentar repetir o sucesso do PSP mas infelizmente ainda está longe de atingir esse objetivo.

Já estamos no 5º ano do Vita e pelo fato do Switch, outro portátil, estar obtendo vendas expressivas, muitas pessoas estão questionando se a Sony estaria preparando-se para lançar um terceiro portátil. A chance disso, de acordo com as declarações do CEO Andrew House, é remota.

“A experiência do Vita foi que fora do Japão e Ásia, não havia uma enorme demanda,” disse o chefe da Sony na Tokyo Game Show ao Bloomberg. “A mudança do estilo de vida em direção ao domínio dos smartphones como o dispositivo chave que está sempre com você, foi o fator determinante.”

House aproveitou também para dizer o que penas a respeito do Switch.

“O Nintendo [Switch] é um dispositivo híbrido, e essa é uma abordagem e estratégia diferente. Nós não vimos isso como uma grande oportunidade de mercado,” explicou House. “O pessoal na Nintendo tem sua estratégia e isso é ótimo. Nós continuamos focados em volta de uma experiência de jogos altamente conectada e combinado também em ter uma grande variedade de outras experiências de entretenimento para que você possa alcançar múltiplas pessoas na tela grande dentro de casa.”

Hoje podemos dizer que o Switch representa sim uma grande oportunidade de mercado, ao contrário do que afirmou House. Desde seu lançamento, a Nintendo teve uma valorização de quase US$ 21 bilhões.

Via Push Square e GameSpot