Share Button

O roteiro de “Deadpool 2” ainda está em desenvolvimento, mas uma coisa já é certa: a participação do personagem Cable, mesmo que até hoje não tenha sido escolhido um ator para interpretá-lo – e não faltam candidatos!

Em recente entrevista ao site Collider, os roteiristas Paul Wernick e Rhett Reese explicaram um pouco sobre o processo de criação do personagem:

É intimidador por que precisamos encontrar a voz do personagem, mas nós ainda não temos um ator, então não sabemos para quem estamos escrevendo. A maioria dos roteiros surge sem que haja um elenco formado, mas uma sequência é um pouco diferente e parte disso se deve ao fato de já termos um elenco, mas nós continuamos escrevendo e preparando isso para este ator, o que eu penso que será uma coisa boa. Há diversas pessoas que surgiram como possibilidades para o Cable, e também aqueles que não foram considerados, mas que nós estamos considerando. E essa decisão, assim como foi com o Ryan, terá um impacto importante na cadência e no ritmo do personagem. Mesmo que nós o façamos como nos quadrinhos, certamente seremos fiéis a isso, ainda penso que essa voz vai nos informar um pouco mais“, afirma Wernick.

Já Reese acrescenta que “autenticidade é muito importante. Eu penso que isso é parte do que tornou Deadpool um sucesso, nós precisamos dar continuidade a essa autenticidade“.

Wernick afirma ainda que “com Cable, o personagem tem um passado complicado, e um história de origem também complicada que provavelmente nós deixaremos de lado, não pelo mistério, mas por que há muitas reviravoltas e muitos caminhos pelos quais podemos ir aí. Como nós vamos contar tudo isso em um filme de duas horas?. Eu penso que teremos que refinar ele até a sua essência. Isso será autêntico e fiel ao personagem, mas não incluirá os 18 mil detalhes – se você for ler a página sobre o Cable na Wikipédia, certamente revirará seus olhos“, finalizou.

A sequência ainda não tem data definida, mas um lançamento está programado para 2018.

O primeiro filme, lançado no início de 2016, arrecadou mais de US$ 775 milhões pelo mundo, tornando-se o título mais lucrativo da franquia X-Men.