Share Button

Um dos problemas de emuladores de consoles antigos era a resposta dos comandos dos controles para a ação exibida na tela, geralmente maior nos aplicativos do que nos consoles originais, o que fica evidente em jogos como “Super Mario Bros.” e “Sonic The Hedgehog”.

A boa notícia é que programadores da Retroarch, famosa plataforma de emulação de vários sistemas clássicos, desenvolveram uma nova técnica para deixar a emulação ainda mais perfeita, removendo parte da latência que era inerente ao hardware original.

Um modo experimental de compensação de lag foi implementado em novas versões do RetroArch corrigindo esse problema, basicamente avançando alguns quadros (frames) ocultos e “inúteis” enquanto estão sendo renderizado.

Assim, em um jogo como o Sonic the Hedgehog, que tem dois quadros de lag, o jogo emula rapidamente os quadros que não têm nenhuma movimentação, passando em seguida o quadro que realmente mostra algum movimento/comando, cortando aquele pequeno atraso que o jogador normalmente veria.

O resultado ficou tão bom que jogos clássicos emulados podem ser executados com menos lag do que o hardware original, como visto neste vídeo de exemplo com super-slow motion do Super Mario Bros.